20 de maio de 2024 Atualizado 09:56

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

PAULISTA SÉRIE A4

Em vantagem, Rio Branco visita Francana buscando ser campeão após 12 anos

Após vencer a ida em Americana por 2 a 0, Tigre pode perder por até um gol para levantar a taça; partida começa às 10h30

Por Lucas Ardito*

11 de maio de 2024, às 17h31 • Última atualização em 11 de maio de 2024, às 20h16

Restam 90 minutos para a torcida do Rio Branco poder voltar a soltar o grito de campeão. Neste domingo (12), às 10h30, o Tigre enfrenta a Francana no estádio Doutor Lancha Filho, o Lanchão, em Franca, pelo jogo de volta da final do Campeonato Paulista Série A4. A equipe americanense pode voltar a ser campeã após 12 anos. 

Após vencer o duelo de ida por 2 a 0 no estádio Décio Vitta, em Americana, o alvinegro pode perder por até um gol de diferença para sacramentar o título. Se for derrotado por dois gols, no entanto, a taça será da equipe de Franca por ter melhor campanha. 

Rio Branco pode perder por até um gol para voltar a ser campeão – Foto: Marcelo Rocha/Liberal

Para a última partida do campeonato, o técnico Raphael Pereira deverá manter a base da equipe que jogou em Americana. O volante Grigor, que ficou de fora por sentir dores, ainda é dúvida. Kayllan atuou em seu lugar e deve ser mantido entre os titulares. Como o time joga para manter o resultado, uma alternativa pode ser os dois juntos no meio-campo devido à capacidade de marcação.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O meia David Lazari chegou a ser dúvida durante a semana porque a Caldense, que detém seus direitos, havia solicitado o retorno do jogador. No entanto, o gerente de futebol do Tigre, Brenno Presotto, afirmou que o clube irá fazer valer o contrato, que vai até 1º de julho.

Possível escalação do Rio Branco

Assim, uma possível escalação do Rio Branco conta com Eder; Braian, Gustavo Brandão, Ricardo, Paim e Guilherme Aguiar; Kayllan, David Lazari e Gui Marques (Grigor); Vagninho e Raphael Lopes. O time deverá manter a linha de cinco defensores, com os alas tendo liberdade para apoiar. 

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Para chegar à final e garantir o acesso à Série A3, o Tigre deixou para trás Taquaritinga, nas quartas de final, e XV de Jaú, na semifinal. Durante o mata-mata, o alvinegro tem se destacado pela solidez defensiva e bom ataque. Incluindo o primeiro jogo da decisão, foram nove gols marcados e apenas dois sofridos.

David Lazari, camisa 10 do Rio Branco, irá jogar a partida de volta – Foto: Marcelo Rocha/Liberal

A Francana, por outro lado, segue sem marcar gols na fase eliminatória. Nas quartas de final eliminou o União Barbarense e, posteriormente, passou pelo Ska Brasil na semifinal. Todos os jogos terminaram 0 a 0 e a equipe de Franca se classificou por ter a melhor campanha nas duas oportunidades. 

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Para a decisão, o técnico Wantuil Rodrigues terá o desfalque do zagueiro João Queiroz, que está suspenso. Apesar de não ter performado bem no mata-mata, a Francana está invicta no Lanchão nesta Série A4, com sete vitórias e três empates. 

História

A torcida do Tigre não solta o grito de campeão há 12 anos. Isso porque a última vez que o Rio Branco venceu um título foi em 2012, quando conquistou a Série A3. Esse é, até o momento, o único título conquistado pelo clube desde a volta ao futebol profissional, em 1979.

No século passado, o Tigre se sagrou campeão do Campeonato Paulista do Interior em 1922 e 1923 – títulos que atualmente são reconhecidos como Série A2 pela FPF (Federação Paulista de Futebol).

*Estagiário sob supervisão de João Colosalle

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade