Diocese de Limeira desmente nomeação de novo bispo

Em comunicado, igreja reforçou que Dom Orlando Brandes segue como administrador


A Diocese de Limeira negou que um novo bispo tenha sido nomeado pelo Vaticano e reforçou que Dom Orlando Brandes segue como administrador. Segundo o comunicado enviado à imprensa neste sábado, “a notícia veiculada nas redes sociais, que fala sobre uma suposta nomeação de bispo, não procede. Qualquer notícia nesse sentido trata-se de ‘fake news’”.

Dom Orlando assumiu como administrador após Dom Vilson renunciar ao cargo, em maio deste ano. A decisão aceita pelo Papa Francisco, ocorreu em meio às investigações envolvendo extorsão, enriquecimento ilícito e acobertamento de abusos em Americana e Araras.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Dom Vilson deixou o posto na Diocese de Limeira em 17 de maio

Dom Vilson, que ficou no cargo por quase 12 anos, ressaltou em sua carta de renúncia que vinha enfrentando “todo tipo de cruzes, por meio de ataques à nossa Igreja Particular de Limeira, a mim e a vários presbíteros” nos últimos meses. Na manifestação, ele não citava a investigação policial.

O religioso sofria pressão de fiéis para deixar o posto. Em uma das ocasiões, cerca de 150 pessoas protestaram pela saída do comando da igreja em frente à Basílica de Santo Antônio.

Dom Orlando Brandes segue no cargo até que seja nomeado um novo bispo para a Diocese de Limeira, o que pode ocorrer em até um ano. Ele também é arcebispo de Aparecida. A Diocese de Limeira é responsável pela Igreja Católica em 16 cidades, inclusive Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora