09 de maio de 2021 Atualizado 19:15

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

BASQUETE FEMININO

Débora comemora nova chance na seleção: ‘alegria muito grande’

Nas últimas oportunidades, americanense foi titular da equipe nacional, que não se reúne desde fevereiro de 2020

Por Rodrigo Alonso

23 abr 2021 às 14:26 • Última atualização 23 abr 2021 às 22:01

Mesmo já acostumada a defender o País no basquete feminino, a americanense Débora Costa ainda sente o ”gostinho” das convocações. A armadora de 29 anos disse ter sentido uma “alegria muito grande” na última quarta-feira (21), ao ver seu nome na lista de atletas selecionadas para a AmeriCup.

“É uma honra, um privilégio muito grande vestir a camisa da seleção, representar o País. Eu sempre falo que é um sonho meu desde pequena, porque realmente é. E, para mim, poder realizá-lo hoje é uma alegria muito grande”, afirmou a jogadora ao LIBERAL.

Débora esteve presente no Pré-Olímpico Mundial, em fevereiro de 2020 – Foto: FIBA / Divulgação

Nos últimos compromissos da seleção, a jogadora foi titular. A equipe, no entanto, não se reúne desde fevereiro de 2020, quando disputou o Pré-Olímpico Mundial, na França – o Brasil não conseguiu classificação para os Jogos de Tóquio.

“Estou bastante animada, ansiosa para encontrar as meninas, para começar os treinamentos”, comentou.

A AmeriCup acontece entre os dias 11 e 19 de junho, em Porto Rico. A CBB (Confederação Brasileira de Basketball) ainda vai divulgar a data do início dos treinamentos, que contarão, a princípio, com 17 jogadoras. Até o torneio, cinco delas serão cortadas pelo técnico José Neto.

A competição é o primeiro passo para a Copa do Mundo de 2022, que será na Austrália, e dá quatro vagas para o Pré-Mundial, marcado para fevereiro do mesmo ano, ainda com sede indefinida.

“Vamos conseguir dar o melhor de nós para poder ir em busca, realmente, dessa vaga no Mundial e brigar pelo título. Acredito que esses são os objetivos principais”, apontou Débora.

Desde a última apresentação da seleção, a americanense transitou por quatro times e jogou pela primeira vez fora no exterior.

Em setembro de 2020, ela deixou o Sesi Araraquara e partiu para a Suécia, onde atuou pelo Luleå Basket. Em janeiro, Débora também recebeu uma oportunidade no Unicaja, da Espanha. A atleta voltou para o Brasil neste mês, como reforço do Sampaio Basquete.

Tassia
Além de Débora, Americana tem mais uma jogadora convocada para a seleção. Trata-se da ala-armadora Tassia, de 28 anos, que reside na cidade e defende o Vera Cruz Campinas. Ela também já tem um histórico na equipe nacional e, inclusive, marcou presença nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

“Estou muito feliz com meu retorno para a Seleção Brasileira. É fruto de muito esforço, trabalho e dedicação. Defender o Brasil é algo maravilhoso, uma grande honra, e farei o meu melhor para estar na lista final para a AmeriCup”, declarou a atleta via assessoria de imprensa.

Publicidade