22 de abril de 2021 Atualizado 11:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

20 leitos

Prefeitura de Sumaré amplia leitos para Covid na UPA Macarenko

Cidade enfrenta forte pressão ao sistema de saúde, com pacientes morrendo à espera de transferência para leitos intensivos

Por Marina Zanaki

02 mar 2021 às 07:54

A Prefeitura de Sumaré implantou novos leitos na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Macarenko para atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

No sábado, foram colocados em funcionamento 10 novos leitos. A prefeitura divulgou que a UPA deveria receber mais 10 leitos nesta segunda, mas não confirmou se a instalação foi concluída.

No sábado foram colocados em funcionamento 10 novos leitos – Foto: Prefeitura de Sumaré / Divulgação

A cidade enfrenta forte pressão ao sistema de saúde, com pacientes morrendo à espera de transferência para leitos intensivos por meio da Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde).

A reportagem pediu entrevista com algum porta-voz da Secretaria de Saúde de Sumaré para falar sobre os investimentos e enviou as perguntas à prefeitura.

O LIBERAL questionou o total de novos leitos instalados; quantos são de UTI e quantos de enfermaria; como ficou a atual estrutura; qual o valor investido e a origem do recurso.

A assessoria de imprensa informou que enviaria um material com as informações, mas até o fechamento da edição não respondeu.

Mais leitos
A Secretaria de Estado da Saúde vai anunciar novos leitos para o novo coronavírus (Covid-19) na próxima quarta-feira (3). A medida será tomada diante do aumento de internações em leitos de terapia intensiva no Estado de São Paulo e do risco de colapso do sistema de saúde.

O Conselho de Desenvolvimento da RMC (Região Metropolitana de Campinas) enviou um apelo ao governador João Doria (PSDB) pela abertura de novos leitos na região.

Os pedidos se referem à transformação do Hospital de Campanha de Santa Bárbara d’Oeste em uma unidade de alta complexidade, com leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva); retorno do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Campinas para Hospital de Campanha do coronavírus; e mais leitos na Unicamp.

Fase vermelha
Nesta segunda-feira, o Departamento Regional de Saúde de Campinas, do qual Americana e outros 41 municípios fazem parte, atingiu ocupação de leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) Covid equivalente à fase vermelha.

O parâmetro do Plano São Paulo é de 75% dos leitos ocupados para passar à fase mais restritiva, índice que foi atingido pela região no sábado. Nesta segunda-feira, a ocupação estava em 77%.

Publicidade