19 de Maio de 2020 Atualizado 15:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Denso demite 150 em Santa Bárbara e atribui cortes à pandemia

Segundo funcionário, trabalhadores estavam com contrato suspenso desde 27 de abril; empresa confirmou as demissões

Por George Aravanis

12 Maio 2020 às 14:50 • Última atualização 12 Maio 2020 às 15:14

Funcionários em frente a empresa, nesta terça-feira: 150 foram demitidos por conta da pandemia – Foto: Divulgação

A multinacional japonesa Denso, em Santa Bárbara d’Oeste, demitiu 150 funcionários na manhã desta terça-feira (12) por causa da crise causada pelo novo coronavírus (Covid-19). A empresa informou as demissões em nota.

É a primeira demissão em massa no setor em Santa Bárbara desde o início da pandemia, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Santa Bárbara. A empresa produz componentes automotivos.

Os trabalhadores estavam com o contrato suspenso desde o dia 27 de abril, segundo um funcionário. Na quinta, receberam a informação de que deveriam voltar nesta terça. Mas, ao chegarem, foram surpreendidos pela demissão, de acordo com um dos funcionários, que pediu para não ser identificado.

A empresa produz componentes automotivos – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A Denso paralisou as atividades de suas unidades industriais em 24 de março.

A empresa, que fornece tecnologia, sistemas e componentes automotivos para montadores de automóveis, informou na época que a medida se deu por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Nesta terça-feira, a empresa informou, na nota sobre as demissões, que o “mercado automotivo está sendo fortemente afetado pela Covid-19 e ocasionou uma brusca redução de demanda de produtos da Denso por parte das principais montadoras do país”.

A multinacional informou ainda que continuará aplicando redução de jornada e suspensões temporárias de contrato.

Em Santa Bárbara, a Denso fabrica produtos térmicos para ar-condicionado e sistemas de arrefecimento, assim como itens elétricos para veículos.

A empresa está localizada num polo industrial às margens da Rodovia dos Bandeirantes (SP-348).

Reflexos

Na região, multinacionais como a Goodyear, fabricante de pneus em Americana, e a Honda, montadora de automóveis em Sumaré, já anunciaram medidas em função da crise.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.