‘Foram meses bastante difíceis’, avalia Carol Moura

Vereadora se afastou do cargo em março após vir a tona caso de suposto furto e confirma que vai retornar para a câmara na segunda-feira


Depois de 100 dias afastada por “motivos de saúde”, a vereadora de Nova Odessa Carol Moura (Podemos) retornará ao posto a partir da próxima segunda-feira (24). A informação foi confirmada pela parlamentar, cuja licença médica vence no sábado (22).

O primeiro pedido de afastamento ocorreu em 15 de março, por 40 dias, quando veio a tona o fato dela ter sido detida em flagrante no dia 17 de fevereiro, supostamente tentando levar cinco peças de roupa avaliadas em R$ 925 da loja Zara, no shopping Dom Pedro. Na época ela era secretária da de Desenvolvimento na prefeitura, cargo do qual pediu exoneração.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_23.08.2017
Vereadora retornará ao posto a partir da próxima segunda-feira

No dia 4 de junho, o processo sobre o caso foi suspenso por três anos pelo juiz Nelson Augusto Bernardes de Souza, da 3ª Vara Criminal de Campinas. De acordo com o advogado de defesa Bittencourt Leon Júnior, pesou a favor da parlamentar o fato de ter ficado comprovado que ela sacou dinheiro em um caixa eletrônico para pagar pelas peças, e de que não se comprovou o rompimento dos lacres de segurança.

Durante a primeira licença, Carol disse ao LIBERAL em 23 de abril que estava “morrendo de vontade” de retornar, mas não sabia se estava “preparada psicologicamente” para enfrentar mais “enxurradas públicas”. Ela acabou se afastando por mais 60 dias.

Na oportunidade, a vereadora confirmou que estava em tratamento psicológico. Agora, ela se diz pronta para voltar a exercer a função. O fato do processo ter sido suspenso colaborou com a decisão.

“Foram meses meses bastante difíceis à espera de poder provar e comprovar que tudo não passou de um mal entendido, e agora (estou) mais tranquila. De realmente não ter uma falsa comoção, de ninguém querer expor de uma forma gratuita. Então estou bem tranquila com o meu retorno”, explicou a vereadora.

Carol disse ter pensado em retornar antes do término da licença, mas preferiu acatar as “ordens médicas”. Questionada sobre os projetos que pretende defender na Casa, ela disse que está “borbulhando de projetos”, mas que prefere não dar “spoiler”.

“Se não na hora que eu chegar na câmara já protocolaram todas as minhas ideias”, brincou.

Com o retorno, o primeiro suplente Wladiney Pereira Brigida o Polaco (SD) deixa o posto. A assessora que estava trabalhando para ele foi exonerada, já que Carol indicará outra profissional.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora