13 de setembro de 2021 Atualizado 11:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

DEFESA CIVIL DEU AVAL

Prédio interditado há dois meses por rachaduras é liberado em Hortolândia

Documento, assinado por profissional técnico da área, constata que não há mais risco à segurança dos moradores

Por Pedro Heiderich

06 set 2021 às 09:42

Vistoria da Defesa Civil ao Pitangueiras feita no prédio do bloco cinco em agosto – Foto: Divulgação/Prefeitura de Hortolândia

O prédio de um condomínio que estava interditado há dois meses por conta de rachaduras foi liberado nesta sexta-feira (3), em Hortolândia.

Na semana passada, a Defesa Civil liberou outro prédio do mesmo condomínio para ser habitado novamente. Ele tinha sido interditado por sete dias, pelo mesmo motivo: rachaduras.

A desinterdição foi divulgada pela Rossi Residencial, responsável pelo Condomínio Ideal Pitangueiras, localizado no Remanso Campineiro.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em 1º de julho deste ano, o bloco ou torre 10 do condomínio foi interditado por conta de rachaduras.

O laudo técnico preliminar da estrutura ficou pronto na semana passada, junto da Anotação de Responsabilidade Técnica.

O documento, assinado por profissional técnico da área, constata que não há mais risco à segurança dos moradores e foi entregue à prefeitura. Com isso, a Defesa Civil liberou o prédio.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Em nota, a Rossi destacou que continuará atuando com a administração do condomínio para esclarecimento da questão.

A empresa está avaliando a estrutura total do Pitangueiras, conforme noticiado pelo LIBERAL.

Há três semanas, o prédio do bloco ou torre cinco foi interditado por rachaduras. Na época, já fazia 50 dias que o prédio da torre dez estava interditado.

Na semana passada, após a documentação necessária, a Defesa Civil desinterditou o bloco cinco, que voltou a ser utilizado.

Publicidade