21 de abril de 2021 Atualizado 00:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Homem morre dentro de UBS ocupada por moradores de rua em Americana

Vítima teria convulsionado após bater a cabeça no asfalto ao ser empurrada por outro morador de rua

Por Heitor Carvalho

03 mar 2021 às 10:13 • Última atualização 04 mar 2021 às 09:39

Um homem morreu no final da madrugada desta quarta-feira (3) no prédio abandonado onde funcionava a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Nielsen Ville, na região do Mathiensen, em Americana.

Segundo moradores do bairro, Valfrido Carlos Prado, de 55 anos, morava na UBS abandonada e teve uma discussão com um morador de rua que não vivia no local e estava xingando as pessoas aleatoriamente durante a noite da última segunda-feira (1º), por volta de 21h.

Gama e Polícia Militar estiveram no local onde o morador de rua foi morto – Foto: Divulgação

Durante a briga, o homem que morreu levou um empurrão e bateu a cabeça com muita força no asfalto. Ele teria desmaiado e, depois, começado a convulsionar.

De acordo com o relato de vizinhos do local, outras pessoas em situação de rua levaram a vítima para dentro do prédio abandonado e o homem chegou a ser visto caminhando ontem (2).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Hoje, no entanto, o morador de rua morreu por volta de 5 horas da manhã. A Gama (Guarda Municipal de Americana), que enviou viaturas ao local, confirmou a morte do morador da rua dentro da UBS.

Viaturas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Americana também estiveram no local e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Problema antigo

A situação do prédio abandonado foi tema de uma matéria do LIBERAL em setembro do ano passado, quando vizinhos reclamaram do estado do local.

O abandono do imóvel, localizado na esquina entre as ruas Bem-Te-Vis e Garças, incomoda os moradores desde 2013, e já foi alvo de pedidos de explicações de vereadores ao poder público municipal.

Em 2019, a prefeitura chegou a anunciar que o local seria recuperado por meio de uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão do deputado estadual Bruno Lima (PSL), dos quais R$ 500 mil já estariam garantidos. No entanto, o projeto ainda não saiu do papel.

Uma moradora do bairro, que não quis se identificar, disse que as pessoas que vivem no bairro estão cansadas e vão começar a se mobilizar para que algo seja feito.

“Agora um dos moradores de rua daqui morreu. O pessoal da rua quer fazer um abaixo-assinado para, pelo menos, demolirem essa estrutura. Já deu esse postinho”, afirmou.

“Esta obra já teve rescisão do contrato unilateral com a empresa que estava responsável pela construção. Qualquer ação no local depende ainda da solução do processo de devolução de recursos, ainda em andamento, junto ao Governo Federal”, informou a prefeitura, em nota.

Publicidade