15 de abril de 2024 Atualizado 23:49

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

ADMINISTRAÇÃO

Chico troca comando do DAE de Americana e diz que foco será acabar com falta d’água

Marcos Morelli, que já atuava na autarquia, foi anunciado como substituto de Carlos Zappia, que passa a trabalhar na Secretaria de Meio Ambiente

Por Rodrigo Alonso

18 de janeiro de 2024, às 11h39 • Última atualização em 18 de janeiro de 2024, às 23h09

O novo superintendente do DAE, Marcos Morelli - Foto: Secom/Divulgação

O prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV), anunciou uma troca no comando do DAE (Departamento de Água e Esgoto) nesta quinta-feira. O então superintendente, Carlos Cezar Gimenez Zappia, passa a atuar na Secretaria de Meio Ambiente. Seu substituto é Marcos Morelli, que já atuava na autarquia.

A mudança ocorre após recentes reclamações de falta de água na cidade. Conforme o LIBERAL noticiou na semana passada, ao menos 16 bairros foram afetados pelo problema, que, de acordo com o DAE, era pontual.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

No anúncio, a prefeitura não deixa claro o motivo da saída de Zappia, que estava no cargo desde 2018. Em entrevista ao LIBERAL, ele contou que a decisão partiu de Chico.

Em nota divulgada pela administração municipal, o prefeito afirmou apenas que “é tempo renovação para que a área de saneamento de Americana continue avançando”. Também disse que o novo superintendente atuará “com foco nas ações para acabar com os problemas de falta de água”.

Segundo o Executivo, Morelli assume o departamento de forma interina. Até então, ele era superintendente adjunto de gestão da autarquia. Agora, acumulará as duas funções.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Formado em comércio exterior e pós-graduado em gestão de negócios, Morelli foi secretário municipal em Iracemápolis, coordenador da Câmara de Americana e diretor na Secretaria de Meio Ambiente. O gestor possui experiência como consultor nas áreas pública, administrativa, financeira, de recursos humanos e qualidade.

“O Marcos tem muita experiência, conhecimento e capacidade para assumir esse desafio, e tenho certeza que irá desempenhar muito bem a nova função”, declarou Chico, que também elogiou Zappia.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

“Agradeço ao Zappia pela competência, dedicação e amor com que atuou ao longo dos anos no DAE, deixando um legado de avanços importantes na troca de redes, reservação de água, entre outras obras. Com certeza fará um bom trabalho também no Meio Ambiente”, ressaltou.

A tendência é que Zappia seja secretário adjunto na Secretaria de Meio Ambiente, atualmente comandada por Fabio Renato de Oliveira.

Esgoto

A mudança no DAE também ocorre em meio a tratativas para concessão da coleta e tratamento de esgoto. A câmara já aprovou, no ano passado, uma alteração na Lei Orgânica que abriu caminho para a prefeitura conceder os serviços à iniciativa privada – até então, essa medida era proibida.

Os próximos passos são a aprovação do Plano de Saneamento Básico e a apresentação de uma proposta com todas as diretrizes da terceirização.

Zappia confirma que Chico foi responsável pela troca

Em conversa com o LIBERAL na tarde desta quinta, Zappia confirmou que Chico foi o responsável pela troca no comando do DAE, definida após uma reunião realizada nesta terça.

De acordo com o ex-superintendente, o chefe do Executivo em nenhum momento chegou a citar insatisfações quanto aos trabalhos na autarquia e, de imediato, propôs a vaga de secretário adjunto de meio ambiente.

“A gente sentou, bateu um papo e achou melhor eu também colaborar em outros setores. É para isso que a gente está indo e vamos trabalhar. O desejo é reforçar a equipe do meio ambiente, porque eu sou biólogo, especializado na área de meio ambiente”, comentou.

Quando questionado sobre se havia algum projeto especial na nova pasta, ele disse que ainda tomaria conhecimento.

Zappia ainda aprovou a escolha do nome de Morelli para dar sequência ao projeto que vinha sendo realizado pelo DAE. “Eu acho bastante importante ter alguém que conhece sobre os trâmites”, disse.

Por fim, comentou sobre a falta d’água em Americana e reconheceu que é um assunto que incomoda a gestão, embora ele acredite que as iniciativas da prefeitura, como os novos centros de reservação, estão colaborando para a solução definitiva do problema.

“Falta d’água sempre incomoda e nós temos problemas. Os investimentos começaram a ser feitos há muito pouco, então ainda tem muito a ser feito e o Morelli tem esse conhecimento, nós desenvolvimentos juntos todas as necessidades do departamento”, finalizou.

Publicidade