26 de maio de 2022 Atualizado 23:34

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NEGÓCIO MILIONÁRIO

Rio Branco aguarda notificação após venda de Vanderson ao Monaco

Tigre tem um percentual do lateral de 20 anos, que foi anunciado como reforço do clube francês no fim de semana

Por Rodrigo Alonso

04 Janeiro 2022, às 07h37 • Última atualização 04 Janeiro 2022, às 07h39

Dono de um percentual dos direitos econômicos do lateral-direito Vanderson, o Rio Branco aguarda uma notificação do Grêmio sobre a venda do jogador para o Monaco, da França.

Com passagem pelo Tigre em 2018, atleta custou R$ 70 milhões – Foto: Divulgação / Monaco

O acordo foi confirmado por Grêmio e Monaco no último sábado (1º). O atleta de 20 anos, que estava no Tricolor gaúcho e passou pelas categorias de base do Tigre em 2018, custou cerca de R$ 70 milhões aos cofres do clube francês, conforme informou o Estadão.

Quando negociou Vanderson com o Grêmio, o Rio Branco ficou com 50% de seus direitos econômicos. Segundo a imprensa gaúcha, em 2021, o Tricolor comprou outros 20% do clube americanense, que teria permanecido, então, com 30%. Porém, o Tigre não confirma a informação.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em entrevista ao LIBERAL no dia 13 de dezembro, o presidente do Rio Branco, Gilson Bonaldo, disse que a maior parte desse percentual do Tigre pertence, na verdade, a empresários que investiam na base naquela época. Ele apontou que o clube em si tem direito apenas a uma “pequena fatia”, que já estaria penhorada.

Isso porque, em setembro de 2021, a Justiça de Americana bloqueou R$ 2 milhões do valor que seria repassado para o Rio Branco numa eventual transferência de Vanderson, devido a uma dívida com um corretor de imóveis que cobra pagamento de comissão por uma negociação envolvendo a extinta sede social.

A reportagem voltou a procurar o Rio Branco nesta segunda, após a concretização da venda, mas a diretoria afirmou ainda não ter sido comunicada pelo Grêmio sobre a transação.

Publicidade