21 de outubro de 2021 Atualizado 23:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Santa Bárbara chega a dois terços dos moradores vacinados com a 1ª dose

Vacinação no município segue sendo realizada para todos os públicos inseridos, incluindo adolescentes

Por Pedro Heiderich

23 ago 2021 às 19:48

Santa Bárbara d´Oeste ultrapassou a marca de dois terços da população imunizada contra o novo coronavírus (Covid-19) com ao menos uma dose.

Segundo balanço da prefeitura de até a noite de sexta-feira (20), a cidade já vacinou 66,9% da população com ao menos uma dose, contabilizando 187.104 do total de doses aplicadas.

Santa Bárbara começou a vacinar adolescentes na quarta-feira – Foto: Divulgação/Prefeitura de Santa Bárbara

Tomaram a primeira dose 129.389 moradores, enquanto mais 50.198 receberam a segunda dose do imunizante, além de 5.373 pessoas que foram vacinadas com a dose única da Jansen.

A contabilidade não inclui os vacinados pela prefeitura neste sábado (21), quando começaram a aplicar doses nos adolescente de 12 a 15 anos com comorbidades.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A vacinação segue em Santa Bárbara para públicos já inseridos na campanha.

Sem necessidade de agendamento, os postos de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, nos ginásios municipais Djaniro Pedroso (Centro) e Mirzinho Daniel (Jardim São Francisco), além da Casa de Maria (Jardim das Laranjeiras).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Para agilizar o processo de identificação e vacinação, é recomendado o pré-cadastro no site Vacina Já, do Governo do Estado de São Paulo.

Para tomar a primeira dose, todos devem apresentar documento com foto, CPF e comprovante de endereço atualizado.

Os adolescentes com comorbidades devem comprovar a doença por meio de cópias de carta ou atestado médico, além de exames e receitas, caso necessário. As cópias ficarão retidas nos pontos de vacinação.

Pessoas com deficiência permanente deverão apresentar comprovação de atendimento em unidade especializada, documento com indicação da deficiência, cartões de gratuidade do transporte público ou autodeclaração.

O Ivan Maia está sempre Virando a Chave e quer te ajudar a fazer o mesmo em seu blog no LIBERAL.

As adolescentes grávidas devem comprovar estado gestacional, por meio da caderneta da gestante, ou cópia de carta ou atestado médico. No caso das puérperas, é preciso apresentar declaração do nascimento da criança.

O Plano de Vacinação no Município é desenvolvido com cronograma de prioridades, seguindo diretrizes do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde e mediante envio e disponibilidade de doses.

Publicidade