26 de maio de 2024 Atualizado 17:59

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

NOVO DESTINO

Oito anos após chegar ao fim, Zumbi dos Palmares terá área reaproveitada, em Santa Bárbara

Supermercado Davita e “Mall” estão em construção no local, que abrigou a favela entre 2005 e 2016

Por Gabriel Pitor

21 de abril de 2024, às 08h02 • Última atualização em 21 de abril de 2024, às 12h01

O marco do fim da favela Zumbi dos Palmares, que ficava na Avenida Antônio Pedroso, na região do Parque Zabani, em Santa Bárbara d’Oeste, aconteceu em 11 de dezembro de 2016, quando os últimos moradores deixaram os seus barracos e se mudaram para apartamentos financiados pelos governos federal e estadual no condomínio Bosque das Árvores, no Parque Residencial do Lago.

Por quase oito anos, o terreno desocupado não teve qualquer projeto desenhado. Porém, em março deste ano, o prefeito Rafael Piovezan (PL) anunciou que haverá uma nova loja da rede de supermercados Davita e um “Mall” no local, que já estão em construção. A expectativa é de que os empreendimentos sejam inaugurados no segundo semestre de 2024.

As obras significam uma “virada de chave” na realidade do bairro – habitado, em sua maioria, por pessoas de classes baixa e média -, segundo a prefeitura e investidores.

Supermercado Davita e “Mall” estão em construção no local, que abrigou a favela entre 2005 e 2016 – Foto: Marcelo Rocha/Liberal

Além do centro comercial, estão previstas melhorias nas ruas do entorno e em uma praça que fica ao lado da Etec (Escola Técnica Estadual) Professor Dr. José Dagnoni, bem como um ponto de ônibus em frente aos empreendimentos.

Todas essas mudanças poderão levar a uma valorização dos imóveis no entorno, ao contrário do que aconteceu de 2005 a 2016, já que estava à mostra, naquele terreno, um problema social e de déficit habitacional do município.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Aproximadamente mil pessoas, distribuídas em mais de 250 barracos, se alocaram na área em busca de moradia.

A favela Zumbi dos Palmares, nome em homenagem ao líder do Quilombo dos Palmares – figura marcante da resistência negra contra a escravidão -, surgiu após o despejo de vários sem-tetos de um edifício abandonado no Parque Olaria.

Essas pessoas se abrigaram em vários pontos da cidade, entre eles essa área, que pertencia à Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), e que virou a favela.

Por anos, os moradores da comunidade lutaram por moradia, até serem contemplados com 1.360 unidades habitacionais do condomínio Bosque das Árvores.

No segundo semestre de 2016, o condomínio foi entregue e os primeiros residentes foram realocados. A transição terminou em dezembro daquele ano, com a destruição dos barracos e a mudança das últimas famílias.

Antiga favela Zumbi dos Palmares – Foto: Arquivo/Liberal

Em maio de 2021, o LIBERAL mostrou que famílias de baixa renda que foram para o Bosque das Árvores não estavam conseguindo pagar todas as contas, como parcela do apartamento e água e esgoto. A inadimplência no condomínio chegava a 50%.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Já a região do Zabani recebeu, neste ano, o anúncio da nova unidade do Supermercados Davita e de um “Mall”.

Os empreendimentos terão 284 vagas de estacionamento, divididos em térreo e pavimento superior, e serão construídos em uma área de pelo menos 13 mil m², dos quais  2,5 mil m² serão do Davita. O Mall será formado por 20 lojas. Serão 280 empregos gerados com o centro.

Nova padaria

A atual unidade do Davita no Zabani, que fica na Rua Tenente-Coronel José Gabriel de Oliveira e Souza, se transformará na sede administrativa e em uma padaria do grupo.

“Eu comentei com o prefeito que nós estamos transformando o que era um problema da cidade em uma área nobre. É uma forma de valorizar os imóveis da região e até o comércio local”, apontou o CEO da rede de supermercados Davita, Alexandre Vichesse.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

“A decisão de fazer esses empreendimentos teve um lado estratégico, porque aquele terreno onde era a favela já estava sendo visado pelos supermercados e a gente poderia ficar estagnado aqui. Então, nos antecipamos. E nós somos daqui, não queríamos sair daqui do Zabani, temos uma ligação com a comunidade local”, completou.

Por sua vez, o líder da comunidade Zumbi dos Palmares quando ainda existia, Antônio Carlos Vianna de Barros, contou que houve uma frustração por parte dos moradores da favela que gostariam de continuar residindo na área, mas em condições dignas.

“Essas pessoas já tinham emprego, escola na região. Mas aí é uma decisão da administração, desse complexo comercial trazer uma visão melhor para o local, trazer especulação, valorização”, ponderou.

Após questionamento da reportagem, a Prefeitura de Santa Bárbara disse que a realocação dos moradores da favela Zumbi dos Palmeiras abriu a possibilidade de desenvolvimento da região, “culminando hoje em uma região ainda mais valorizada”.

O Executivo também destacou outras melhorias como tratamento de água e esgoto, além da quantidade de unidades de educação e saúde.

Quanto aos moradores do Bosque das Árvores, a administração informou que as famílias que necessitam de algum tipo de ajuda devem procurar a Secretaria de Promoção Social, que fará o acolhimento e a orientação.

Publicidade