21 de maio de 2022 Atualizado 21:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Natal sem fome

O verdadeiro espírito de Natal

Visando um final de ano mais digno para famílias carentes, vendedor barbarense criou projeto para arrecadar alimentos

Por Jucimara Lima

28 Novembro 2021, às 10h18 • Última atualização 29 Novembro 2021, às 11h03

O projeto Natal Sem Fome teve sua primeira edição em 2011. Idealizada pelo vendedor Marcelo Henrique Faria, de 43 anos, a ação repassa as doações arrecadadas por ele e seus apoiadores para a Paróquia São Judas Tadeu, que conta com um cadastro atualizado de famílias necessitadas de Santa Bárbara d’Oeste.

Católico devoto, Marcelo conta que o prazer em ajudar foi herdado dos pais, e que a iniciativa é uma maneira que ele encontrou de buscar promover um Natal mais digno para os necessitados, além de ser uma tentativa de reavivar o verdadeiro espírito natalino, que deve ser justamente o de se colocar no lugar do próximo.

Para 2021, Marcelo tem o desejo de conseguir montar 120 cestas para marcar a décima edição do projeto – Foto: Claudeci Junior / O Liberal

“A fome é algo muito triste. Me coloco no lugar das pessoas e imagino o quanto deve ser difícil para um pai não ter o que dar de comer para um filho. As crianças em especial me tocam muito, por isso procuro ajudar”, revela.

Sendo assim, a primeira edição do projeto começou com a montagem de duas cestas básicas e, na edição passada, chegou ao número de 87, surpreendendo o próprio Marcelo, especialmente pelas dificuldades financeiras que a pandemia causou para um grande número de pessoas, inclusive para ele próprio que é autônomo e também passou por perrengues durante esse período.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Trabalho por conta, então foi bem difícil. Sinceramente, eu achava que a arrecadação não seria muito. Ainda assim, quis fazer porque via o quanto as pessoas estavam necessitando, então, mesmo que conseguisse arrecadar apenas 10 cestas, já ajudaria. Ainda bem que foi mais”, pontua.

Mesmo na fase mais grave da pandemia, a última edição do Natal Sem Fome bateu seu próprio recorde de arrecadação – Foto: Arquivo Pessoal

Para 2021
Marcelo já começou a arrecadação dos alimentos para a montagem da 10ª edição do Natal Sem Fome e até o dia que nossa equipe passou pela casa dele, já havia doações suficientes para montar 12 generosas cestas.

Séries, filmes, games, quadrinhos: conheça o Estúdio 52.

Segundo o vendedor, ele monta pessoalmente as cestas, normalmente composta por cerca de 30 itens entre pacotes de arroz, feijão, macarrão, açúcar, sardinha, litro de leite, bolachas doce e salgada, e muito mais. Para 2021, a meta do projeto é montar 120 cestas, ou seja, ajudar 120 famílias.

“Mesmo que não seja muito, já é o suficiente para fazer o Natal de algumas pessoas melhor”. Aliás, sobre números, Marcelo faz questão de ressaltar.

“As pessoas que queiram realmente contribuir, que se sintam tocadas, entendam que não precisa ser muito. É de pouco que a gente consegue. Não precisa ser uma cesta básica completa, o importante é ser de coração a doação, porque muitas vezes o que é pouco para a gente é muito para quem precisa”, orienta.

Quem sentir o desejo de colaborar, a arrecadação do Natal Sem Fome irá até o dia 18 de dezembro. Mais informações pelo (19) 98701-8552.

Publicidade