25 de julho de 2021 Atualizado 12:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Região

Lideranças políticas da região lamentam morte de Bruno Covas

Prefeito licenciado da capital paulista morreu na manhã deste domingo (16) por conta de um câncer no sistema digestivo

Por Heitor Carvalho

16 Maio 2021 às 16:29 • Última atualização 16 Maio 2021 às 16:30

Políticos de diferentes partidos lamentaram a morte do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), aos 41 anos, na manhã deste domingo (15). Em postagens nas redes sociais lideranças políticas da região homenagearam a carreira política e a coragem ao enfrentar um câncer no sistema digestivo diagnosticado em 2019.

O prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV), cumprimentou os amigos e familiares de Bruno Covas nas redes sociais e afirmou que ele foi “um lutador acima de tudo”. “Que Deus, em sua infinita bondade, conforte o coração de todos”, concluiu.

O deputado federal americanense Vanderlei Marcis (PSDB) também se manifestou. Ele disse que “é muito triste perder um amigo” que “herdou do avô a vocação de servir e se mostrou um grande representante público”.

“Em uma época em que precisamos de mais Brunos, prezar pelo diálogo, democrático, conciliador e grande gestor, é muito difícil sermos privados pelas circunstâncias da vida desta convivência. Perde São Paulo, perdemos todos nós”, afirmou em nota.

Cauê Macris (PSDB), deputado estadual que é filho de Vanderlei e atua como o secretário-chefe da Casa Civil do governo João Doria (PSDB), disse que é “difícil escolher palavras para expressar a tristeza”.

“Perdi um amigo. São Paulo e o Brasil perderam um homem público sem igual. O Bruno Covas foi um guerreiro. Sua lição de Força, Foco e Fé não será esquecida. Que Deus dê força para toda família neste momento tão difícil”, disse em comunicado nas redes sociais.

O ex-prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Denis Andia (PV), afirmou pesar pela passagem do amigo Bruno Covas. “Nos conhecemos ainda muito jovens, semeando os sonhos de um país melhor. Anos depois, a honra de convivermos juntos no exercício de nossas funções e trabalhando pelos ideias de uma sociedade mais justa. Meus sentimentos à sua família”, afirmou.

O prefeito de Sumaré, Luiz Dalben (Cidadania), afirmou que recebeu com muita tristeza a informação sobre a morte de Bruno Covas. “Sua partida deixa muita tristeza, mas seu legado de dedicação e amor ao próximo será lembrado para sempre. Desejamos que Deus dê conforto à sua família e amigos para que consigam enfrentar esta imensurável dor com serenidade”, disse em nota nas redes sociais.

O deputado estadual Dirceu Dalben (PL), pai do atual prefeito de Sumaré e que também é ex-prefeito do município, afirmou que Covas era “um jovem promissor, aguerrido, que sempre atuou com brilhantismo e seriedade na busca pelo desenvolvimento da capital paulista e de todo o estado”.

“Sua partida prematura deixa muita tristeza em todos. Estamos em oração para que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos, que se encontram acometidos pela dor da perda. Recebam os nossos mais sinceros sentimentos”, disse.

Zezé Gomes (PL), o atual prefeito de Hortolândia, afirmou em nota nas redes sociais que Bruno Covas “lutou até o fim com muita grandeza, mas foi vencido pela doença, deixando um exemplo de coragem e determinação.” “Meus sentimentos aos familiares e amigos. Que Deus, em sua infinita misericórdia, o acolha no reino do céu”, concluiu o comunicado.

Publicidade