23 de janeiro de 2021 Atualizado 08:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Comparativo

Casos de meningite em Hortolândia caem 74% em 2020

Ensino remoto e ações para evitar aglomerações contra o coronavírus explicam diminuição de casos na cidade

Por Marina Zanaki

03 jan 2021 às 07:57 • Última atualização 03 jan 2021 às 09:46

Os casos de meningite em Hortolândia tiveram uma redução de 74% em 2020, em comparação com 2019. Foram notificados oito casos positivos da doença neste último ano, contra 31 no ano anterior.

A ausência de crianças nas salas de aula em função do ensino remoto e as medidas para evitar aglomerações, situações ligadas ao combate ao novo coronavírus (Covid-19), podem explicar essa diminuição. A análise é da Prefeitura de Hortolândia.

“A Prefeitura de Hortolândia informa que as restrições impostas pela pandemia do Coronavírus, como suspensão das aulas presenciais além de ações para evitar aglomerações, contribuíram para a diminuição de casos da doença. A vacinação contra a meningite também é um fator relevante para a queda dos casos”, avaliou o município.

Apesar das 31 notificação de casos em 2019, a prefeitura esclareceu que não se caracterizou como surto. A cidade teve uma morte por meningite naquele ano e nenhuma registrada em 2020.

MORTES
Em Americana, foram 27 casos de meningite no ano passado e 33 em 2019. Apesar da diminuição em 2020, foram registradas duas mortes pela doença, contra nenhuma no ano retrasado.

As duas vítimas foram uma adolescente de 12 anos, que morreu em fevereiro, e um homem de 53, que morreu em abril.

As cidades de Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré foram procuradas, mas não informaram os dados de meningite na cidade.

Publicidade