17 de setembro de 2021 Atualizado 09:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

CORONAVÍRUS

Unisal vira ponto de vacinação em Americana; agendamento para adultos acima de 50 anos está aberto

Campus fica no Parque Universitário e dividirá imunização junto com unidades de saúde

Por Pedro Heiderich

15 jun 2021 às 14:51 • Última atualização 15 jun 2021 às 17:37

Unisal é uma das opções para agendar vacina - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

O campus da Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo), na Avenida Cillos, no Parque Universitário, é o novo ponto de vacinação contra o coronavírus (Covid-19) em Americana.

O anúncio foi feito pela prefeitura nesta terça-feira (15), nas redes sociais. Na ocasião, a prefeitura também anunciou que está aberto, no site da prefeitura, o agendamento da vacina para adultos acima de 50 anos para até esta sexta-feira (18).

Os moradores de 59 anos já começaram a ser imunizados neste sábado (12) pela prefeitura, assim como pessoas de 55 a 58 anos na segunda-feira (14), dois dias antes do previsto no calendário estadual.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

O agendamento também está disponível para pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e profissionais da educação (todos acima de 18 anos), profissionais de saúde e para quem ainda não tomou a segunda dose.

Segundo a prefeitura, com o aumento da demanda de grupos prioritários causado pelas novas fases da campanha, o Executivo fechou parceria com a Unisal para disponibilizar o campus como mais um ponto de vacinação de Americana.

A imunização também ocorre em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade.

Salas de aula serão utilizadas por profissionais da saúde para aplicação da vacina – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

A estratégia de vacinação montada para esta quarta-feira (16) inclui:

  • Primeira dose para pessoas com comorbidade, com Síndrome de Down e transplantados nas unidades básicas do Jardim São Paulo, São Vito e São Domingos;
  • Primeira dose para pessoas com 50 anos ou mais nas unidades básicas do Jardim Brasil, Praia Azul, Mário Covas, Parque da Liberdade, Jardim Boer, Zanaga, Parque das Nações e no campus Maria Auxiliadora da Unisal;
  • Primeira dose para professores com 45 anos ou mais na unidade do Jardim Alvorada;
  • Primeira dose para professores de 18 a 44 anos e pessoas com deficiência na unidade da Vila Mathiensen;
  • Primeira dose para gestantes e puérperas na unidade do Parque Gramado;
  • Primeira dose para profissionais da saúde, veterinários e educadores físicos na unidade do Cariobinha;
  • Segunda dose para idosos com 64 anos ou mais, profissionais da saúde, professores e gestantes e puérperas na unidade do Cariobinha;
  • Segunda dose para idosos com 75 anos ou mais, profissionais da saúde e professores na unidade do São José.

A prefeitura destaca que diante de um público previsto mais numeroso (aproximadamente 30 mil pessoas), a demanda é muito maior do que as vagas disponibilizadas em apenas um dia, portanto, a população que não conseguir agendamento no primeiro momento deve continuar acessando a página indicada sempre a partir das 14h.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em alguns momentos da campanha, Americana disponibilizou pontos de drive thru, no portal de entrada da cidade e na UBS Cillos. No momento, a vacinação desta categoria está desativada.

Conforme noticiou o LIBERAL esta semana, Americana vive colapso na saúde, com o Hospital Municipal vivendo superlotação na ala de coronavírus, o que fez com que funcionários relatassem exaustão. O município ultrapassou as 600 mortes causadas pelo coronavírus nesta segunda-feira (14).

O prefeito Chico Sardelli (PV) estuda a possibilidade, com a chegada de mais vacinas, de imunizar até 3 mil pessoas por dia na cidade, visando acelerar a campanha.

Publicidade