21 de abril de 2024 Atualizado 01:22

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

AVANÇOS

Semana Tecnológica do Senai incentiva projetos de inteligência artificial em Americana

Objetivo foi preparar profissionais para esse segmento, apontado como uma das principais demandas da indústria

Por Cristiani Azanha

02 de dezembro de 2023, às 08h46

Com a proposta de mostrar os projetos desenvolvidos por cerca de 60 alunos nos últimos dois anos, o Senai de Americana realizou na última quinta-feira (30) e sexta (1º), sua Semana Tecnológica.

O coordenador técnico, Ronaldo Secco, explicou que um dos principais focos foi o uso da inteligência artificial, que é considerada uma das principais demandas da indústria.

“Grande parte dos projetos conta com o monitoramento de máquinas com comunicação de inteligência artificial. Nosso viés é prepará-los nesse segmento que tem uma carência”, explicou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Um grupo de estudantes desenvolveu o projeto “Kayaky”, que já foi implantado em uma tecelagem no Distrito Industrial, em Santa Bárbara d’Oeste.

“Usando de inteligência artificial, é possível fazer o monitoramento de todas as máquinas eletronicamente. Quando uma máquina para, por exemplo, é indicado o tipo de manutenção, além de ter o controle da capacidade de produção e tempo de parada dos equipamentos”, diz Gustavo Perassolo, que apresentou o estudo junto com o colega Vinícius Bernardes Alexandre.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região.

O projeto já está entre os dez melhores do Estado pelo Senai e classificado para o campeonato nacional em 2024.

Outro estudo já colocado em prática foi o medidor inteligente de consumo de energia para as oficinas do Senai.

Por meio de um sistema que pode ser acionado diretamente no computador ou celular, é possível desligar ou ligar máquinas, assim como luzes, usando apenas a rede wi-fi, ou pela nuvem.

“Adaptamos em nossa oficina e constatamos a economia de 22%, cerca de R$ 1 mil por mês em energia elétrica”, explica Vinícius Paschoal, do grupo que ainda tem Eduarda Russo, Murilo Gonçalves e Enrico de Araújo.

Publicidade