07 de julho de 2020 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Residente de casa de idosos é a quinta vítima do coronavírus em Americana

Paciente era uma mulher de 69 anos, que estava internada na UTI de um hospital particular do município

Por Talita Bristotti

23 Maio 2020 às 14:15 • Última atualização 23 Maio 2020 às 16:44

A Prefeitura de Americana confirmou neste sábado a quinta morte pelo novo coronavírus (Covid-19) na cidade. Segundo boletim da Vigilância Epidemiológica de Americana trata-se de uma mulher de 69 anos, que residia na casa de idoso Flor de Liz.

Ela estava internada na UTI de um hospital particular do município desde o dia 14 de maio e faleceu às 2h25 deste sábado (23). A mulher fazia tratamento de câncer e era hipertensa.

O resultado positivo da paciente saiu na segunda-feira (18). Na terça, a Prefeitura de Americana informou que monitorava a casa de repouso após o registro de dois casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) no local.

Idosa residia na casa de repouso Flor de Liz – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Neste sábado, subiu para três o número de idosos residentes do Flor de Liz com diagnóstico positivo para a Covid-19. Uma outra moradora da casa de 71 anos, que está internada em hospital particular, teve resultado positivo para Covid-19. Além dela e a mulher de 69 anos que veio a óbito, também tem uma idosa de 83 anos que testou positivo para Covid-19, por meio de um exame PCR de laboratório particular, feito por intermédio da família. Ela estava em isolamento domiciliar na casa, mas precisou ser internada e agora está no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Balanço

O quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 81 casos positivos, sendo cinco óbitos, quatro internados, 11 em isolamento domiciliar e 61 curados.

A prefeitura tem 32 casos suspeitos aguardam resultados de exames, sendo oito internados em hospitais, 23 em isolamento domiciliar e um que já cumpriu a quarentena (14 dias).

Além disso, Americana contabiliza agora 455 casos que eram considerados suspeitos, mas já foram descartados pelo resultado de exame negativo.