24 de janeiro de 2021 Atualizado 18:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Prefeitura de Americana vai divulgar número de vacinados diariamente

Secretário reforça apelo para que a população se vacine e não descarta realizar busca ativa caso os índices fiquem abaixo do esperado

Por André Rossi

14 jan 2021 às 10:04 • Última atualização 14 jan 2021 às 10:11

A divulgação sobre o percentual de vacinados em Americana será feita diariamente pela Secretaria de Saúde. O chefe da pasta, Danilo Carvalho de Oliveira, reforça o apelo para que a população se vacine e não descarta realizar busca ativa caso os índices fiquem abaixo do esperado.

O planejamento é para que o balanço de cada dia seja informado até às 10h do dia seguinte. Por ora, Americana segue o planejamento do Governo do Estado e deve utilizar a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“A gente vai avaliar o índice de adesão diariamente. Inclusive, vamos divulgar para a imprensa, até para vocês nos auxiliarem caso o índice seja abaixo. E, claro, através das nossas unidades de estratégia de saúde da família, mapear e realmente tentar fazer uma busca ativa, um trabalho de conscientização, de educação”, detalhou Danilo em entrevista ao LIBERAL.

A eficácia geral da CoronaVac é de 50,38%. A taxa mínima exigida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é de 50%. O índice dela sobe para 78% em casos leves e para 100% em situações moderadas e graves.

O secretário pondera que, quanto menor a eficácia, maior a necessidade de pessoas serem imunizadas. “Para que a gente tenha a imunidade de rebanho”, explicou Danilo.

A meta traçada para Americana é vacinar 100% da população. O secretário reforça que a pasta vai trabalhar para conscientizar a população e também combater fake news que tentam desqualificar a vacina.

“O que eu te digo, enquanto profissional de saúde e doutor em saúde pública: [a vacina] é preconizada para uso, a população pode vacinar sem medo, com segurança. A vacina já tinha mostrado que é segura, agora mostrou que é eficaz”, afirmou Danilo.

O secretário ressalta que a programação da cidade pode sofrer alterações caso o Ministério da Saúde estabeleça um plano nacional de vacinação, com outras metas e, eventualmente, até outra vacina, como a AstraZeneca/Oxford, da Inglaterra.

A CoronaVac ainda precisa ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Uma decisão deve ser tomada pelo órgão no próximo domingo (17).

Publicidade