01 de junho de 2020 Atualizado 14:28

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

COVID-19

Empresário de Americana está internado em São Paulo com coronavírus

Diretor da FAM, Gustavo Azzolini conversou com a reportagem do LIBERAL na noite desta segunda-feira; ele se recupera bem

Por João Colosalle / Marina Zanaki

24 mar 2020 às 00:54 • Última atualização 24 mar 2020 às 10:17

O empresário de Americana, Gustavo Azzolini, de 41 anos, testou positivo para o novo coronavírus (Covid-19). Ele está internado e isolado em um hospital particular em São Paulo e se recupera bem.

Até agora, Americana não tem nenhum caso positivo da doença, que já matou ao menos 34 pessoas no Brasil. A notificação de suspeita do empresário se deu por São Paulo, segundo ele. No final da noite de ontem, a Prefeitura de Americana informou que apurava a situação.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Gustavo Azzolini conversou com a reportagem do LIBERAL na noite desta segunda-feira

Gustavo é diretor administrativo da FAM (Faculdade de Americana). No final da noite desta segunda-feira, o empresário deu entrevista ao LIBERAL e contou sobre o diagnóstico e a recuperação.

Segundo ele, seu caso é assintomático para o novo coronavírus. O sintoma inicial, sentido no início da semana passada, foi o de uma suposta dengue. Gustavo contou que sentia dores no corpo e foi a São Paulo fazer exames, na terça-feira passada.

Os exames deram negativo para dengue. A médica que o atendia desconfiou. “Não tinha chiado no pulmão, não tinha nada. Ela desconfiou de uma sinusite viral”, relatou Gustavo ao LIBERAL.

{{1}}

Encaminhado para uma tomografia, foi constatado que o pulmão do empresário tinha pequenos focos do que é chamado de “vidro fosco”, alteração que é sinal de inflamação.

“Foi constatado que meu pulmão estava todo tomado, que meu pulmão não tinha pequenos focos de ‘vidro fosco’, meu pulmão inteiro era ‘vidro fosco’”, comentou Gustavo. O diagnóstico foi de broncopneumonia.

O empresário foi testado na última quinta-feira, por um laboratório particular na capital paulista. E o resultado, segundo ele, saiu nesta segunda. “Sou um paciente testado positivo para coronavírus, mas totalmente assintomático”, disse.

“Não tive febre, não tive tosse, não tive secreção, catarro. Não tive nada disso. Em contrapartida, houve um alojamento muito rápido dessa carga viral direto no meu pulmão”, contou Gustavo.

Segundo ele, seu quadro é estável. “Tenho uma boa oxigenação sanguínea, e com perspectiva de melhora. Não houve nenhum tipo de piora. Tomo um coquetel a base de antibiótico, apenas para fazer uma blindagem ao sistema imunológico, mas estou fora do quadro de risco”, disse ele, que deve deixar o isolamento nesta quarta-feira e entrar em quarentena, a partir de então.

O empresário faz um alerta para que as pessoas sigam as orientações das autoridades de saúde, de se manter em isolamento social, e pede atenção quanto à higiene. “É um dever nosso informar a população, pedir para que todo mundo siga a quarentena, tenha os cuidados de lavar o rosto, lavar a mão”, orientou.

Gustavo diz que não sabe dizer como, quando ou onde teria se contaminado. Ele ressaltou que as aulas na faculdade que dirige já estavam paralisadas quando começou a se sentir mal. E que a instituição foi avisada sobre a situação.

SUSPEITA

Sogro de Gustavo, o fundador da FAM, Florindo Corral, de 70 anos, também está internado em São Paulo, com suspeita da doença, mas em estado mais grave. De acordo com o empresário, Florindo tem condições que o colocam no grupo de risco: é cardiopata, hipertenso, diabético e ex-fumante.

Segundo o empresário, Florindo se sentiu mal após chegar de uma viagem ao Uruguai. Os dois não chegaram a se encontrar – Gustavo já estava internado.

PREFEITURA

Em nota divulgada no fim da madrugada desta terça-feira (24), a Prefeitura de Americana afirmou que recebeu informações do que pode ser o primeiro caso de coronavírus de um morador de Americana. A administração disse que, por ter residência também em São Paulo, Gustavo foi notificado como morador da capital.

“A situação será investigada pela Vigilância Epidemiológica, que entrará em contato com as autoridades da capital para obter confirmação oficial”, traz a nota da prefeitura. A Prefeitura de Americana ressaltou ainda que o paciente não corre risco de morte.

A prefeitura destacou ainda que “possui estrutura para o atendimento de pacientes em estado grave e que vem, por meio do seu comitê de crise, monitorando a situação do município e tomando medidas mitigatórias para evitar o contágio desenfreado da doença”.