28 de novembro de 2020 Atualizado 11:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

DIG de Americana prende dupla acusada de tentativa de homicídio em Sumaré

Segundo a DIG, eles teriam tentado matar um homem de 38 anos, por conta de uma briga de bar; atirador está foragido

Por Leonardo Oliveira/Heitor Carvalho

28 set 2020 às 11:26 • Última atualização 28 set 2020 às 17:32

Dois homens foram presos em Sumaré na manhã desta segunda-feira (28) na Operação Vindicta, deflagrada pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana.

O motoboy Renato da Silva Pereira, de 29 anos, e o auxiliar de produção Ronaldo de Carvalho, de 40 anos, são acusados de uma tentativa de homicídio ocorrida na madrugada do dia 17 deste mês.

Os dois, segundo a DIG, teriam auxiliado Jeferson da Silva Pereira, 25 anos, a tentar matar um homem de 38 anos, morador do bairro Nova Veneza.

A motivação do crime seria uma briga de bar ocorrida dias antes do crime entre a vítima e o atirador, que já tem passagem por tráfico e permanece foragido.

Um vídeo divulgado pela corporação mostra Jeferson chegando na casa da vítima e atirando em sua direção com uma pistola .380, que foi comprada no mesmo dia.

Nove tiros foram disparados, sendo que quatro deles acertaram a vítima na nádega, joelho, pé e coxa. Apesar dos ferimentos, a vítima sobreviveu e não corre risco de morrer.

https://liberal.com.br/wp-content/uploads/2020/09/WhatsApp-Video-2020-09-28-at-09.18.36.mp4

Depois dos disparos, o acusado corre sentido a uma viela e some do ângulo de visão da câmera. Ele teria recebido ajuda do motoboy Renato, que é seu irmão, para fugir do local.

O outro detido, Ronaldo, que aparece de camiseta rosa no vídeo, serviu como “isca” para atrair a vítima para a frente da residência.

As investigações levaram policiais civis da DIG até a casa dos acusados, em Sumaré. Na residência do motoboy foram encontrados cerca de 566 g de maconha distribuídos em um tablete e em porções fracionadas prontas para venda.

Segundo o delegado responsável pelo caso, José Donizete de Melo, da DIG, os três homens foram acusados de tentativa de homicídio e foi decretada uma prisão temporária de 30 dias. Todos foram reconhecidos pela vítima.

A dupla que foi presa foi levada até a sede da Delegacia de Investigações Gerais de Americana para prestar depoimento e depois encaminhada para a Cadeia Pública de Sumaré. Os veículos utilizados no crime, um automóvel e uma motocicleta, foram apreendidos.

Publicidade