26 de janeiro de 2022 Atualizado 17:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Estadual

Com 139 ruas de terra, Americana adere a programa de pavimentação

Programa foi anunciado em agosto pelo Estado e serão investidos R$ 200 milhões em pavimentação asfáltica de vias urbanas de terra

Por Ana Carolina Leal

05 set 2021 às 07:34 • Última atualização 05 set 2021 às 07:47

Toda vez que a estudante Adriana Cristina Santos Nogueira, 23 anos, ou a mãe dela, chegam do supermercado, têm de se virar para dar conta de carregar as compras. Isso porque, como não têm carro, elas dependem dos motoristas de aplicativos, mas eles não entram na rua delas porque não é asfaltada.

Mãe e filha moram na Rua Antonio Ortolano, no Campo Limpo, em Americana. A via é uma das 139 que não têm pavimento na cidade. Mas se depender da adesão do município ao programa estadual “Nossa Rua”, essa situação não vai durar por muito mais tempo.

Rua Nereu Seleghini, na Praia dos Namorados – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

O programa foi anunciado em 19 de agosto pelo Governo do Estado de São Paulo. Serão investidos R$ 200 milhões em pavimentação asfáltica de vias urbanas de terra.

A Sosu (Secretaria de Obras e Serviços Urbanos) de Americana confirmou a adesão do município ao projeto e disse que está levantando os locais e verificando a viabilidade econômica para execução do programa. A cidade tem 2.316 ruas, sendo 2.176 asfaltadas, 139 sem pavimento e uma de concreto.

“Temos que descer na esquina porque eles [motoristas] não entram. A gente até entende porque pode prejudicar o carro”, afirmou Adriana. Ela e a mãe moram há um ano e meio no endereço.

O “Nossa Rua” é uma parceria entre o governo estadual e os municípios para a aplicação igualitária em obras de pavimentação asfáltica. Pela proposta, cada cidade beneficiada terá que investir valor equivalente ao repasse estadual. O investimento será de R$ 200 milhões em convênios a serem firmados com todos os 645 municípios paulistas.

Rua Pastor Lazaro de Campos, na Vila Israel – Foto:

A novidade foi comemorada pelo empreendedor Patrick Luiz dos Santos Souza, 38 anos. Ele mora e trabalha na Rua Pastor Lázaro de Campos, no Bosque da Saúde, que também está na lista das que não têm pavimento.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Seria muito bom, principalmente pelo comércio, ajudaria na questão da passagem dos carros. Sem contar que reduziria a poeira porque tem uma mecânica na esquina”, afirmou.

Morador do Residencial Praia dos Namorados, o aposentado Antonio Ribeiro da Silva, 61 anos, também se mostrou feliz com a notícia. Ele mora há dois anos com a mulher, na Rua Nereu Seleghine, mais conhecida como Rua Dez, também sem asfalto.

“Quando chove, faz muito barro e buraco. E motorista de aplicativo também não entra. Quando necessário, temos que ir até uma rua asfaltada para então conseguir um carro. Se asfaltasse, facilitaria muito a questão do acesso”, disse.

Pelo programa, as prefeituras serão responsáveis por elaborarem os projetos executivos e a Secretaria de Desenvolvimento Regional pela formalização do convênio e repasse dos recursos.

Fãs de literatura têm espaço reservado no LIBERAL

Na RPT (Região do Polo Têxtil), além de Americana, a Prefeitura de Hortolândia confirmou a adesão ao projeto. A administração afirmou que detalhes sobre o número de ruas e quais serão contempladas pelo programa estão sendo definidos.

Publicidade