11 de maio de 2021 Atualizado 21:48

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Legislativo

Câmara de Americana retoma sessões ordinárias no dia 25 de junho

Funcionários do Legislativo voltam trabalhar em carga horária completa a partir da próxima segunda-feira (22)

Por André Rossi

16 jun 2020 às 16:56 • Última atualização 16 jun 2020 às 16:57

O presidente da Câmara de Americana, Luiz da Rodaben (Cidadania), informou nesta terça-feira (16) que as sessões ordinárias retornam no dia 25 de junho. As reuniões estavam suspensas desde o dia 16 de março por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Inicialmente, a ideia é de que as sessões ocorram por videoconferência, assim como as extraordinárias. Entretanto, existe a ideia de adaptar o plenário da Casa para receber sessões presenciais.

Segundo o presidente da Casa, Luiz da Rodaben, se quadro da pandemia na cidade se mantiver como está ou melhorar, as sessões presenciais serão retomadas – Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal_27.2.2020

“Vamos tentar adequar nosso plenário para que possamos fazer presencial, com uso de máscara. Isso depende da evolução da pandemia no município. Se manter como está ou melhorar, teremos presencial”, disse Rodaben.

Das cinco câmaras da RPT (Região do Polo Têxtil), Americana é a única que ainda não restabeleceu as sessões ordinárias. O Legislativo novaodessense, por exemplo, alterou o regimento interno da Casa para permitir as sessões por videoconferência.

A ausência das sessões regulares geraram críticas por parte de alguns vereadores. No dia 3 de junho, Maria Giovana (PDT) criticou a convocação de uma extraordinária para votar as contas do prefeito Omar Najar (MDB) de 2016, que acabaram aprovadas.

Em sua opinião, a Casa deveria retomar as sessões ordinárias, mesmo que virtuais. “Só assim podemos exercer a fiscalização necessária sobre uma série de coisas que estão acontecendo na cidade”, escreveu a parlamentar.

Funcionalismo

Já a partir da próxima segunda-feira (22), todos os funcionários da Câmara de Americana voltam a trabalhar no horário normal, das 8h às 17h. Desde o início da pandemia, os servidores estavam atuando em meio período, com revezamento por setor, das 12h às 17h.

Antes disso, no entanto, a câmara realiza uma nova sessão extraordinária nesta quinta-feira (18), para votar em segunda discussão o projeto de lei que autoriza a prefeitura a repassar mensalmente R$ 90.793,15 para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), enquanto perdurar a pandemia.

O texto de autoria do Executivo foi aprovado por unanimidade nesta terça pelos parlamentares, durante sessão extraordinária.

Publicidade