26 de julho de 2021 Atualizado 16:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COVID-19

Americana divulga plano de vacinação nesta quarta-feira

Cronograma e locais de vacinação estarão no planejamento; grupo prioritário tem 35 mil pessoas

Por

13 jan 2021 às 07:26 • Última atualização 13 jan 2021 às 09:02

O prefeito de Americana, Chico Sardelli (PV) e o secretário de Saúde, Danilo Carvalho de Oliveira, divulgam nesta quarta-feira (13) o plano municipal de vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19). A coletiva de imprensa ocorre às 16 horas no Auditório Villa Americana, dentro do Paço Municipal.

No último sábado, Chico reuniu o comitê de crise da Covid-19 para alinhar os detalhes do plano. O documento trará informações como cronograma, locais de vacinação, estratégias e logísticas a serem adotadas.

Chico e o secretário de Saúde, Dr. Danilo: plano deve detalhar como vai ser a vacinação contra a Covid-19 na cidade – Foto: Divulgação

Cerca de 35 mil pessoas fazem parte do grupo prioritário para receber a vacina em Americana, conforme revelado pelo secretário ao LIBERAL em 7 de janeiro. Profissionais da saúde, idosos com mais de 60 anos, indígenas e quilombolas serão vacinados primeiro.

“Traremos a você, munícipe, toda a nossa oferta de estratégia para que possamos ter 100% da nossa população vacinada, conforme o plano estadual de imunização”, disse Danilo em vídeo publicado por Chico nas redes sociais.

Segundo o cronograma do Estado, a primeira e segunda doses serão aplicadas entre os dias 25 de janeiro e 28 de março. É nessa “janela” que as pessoas citadas pelo secretário receberão a CoronaVac.

“A nossa população alvo da primeira etapa são 35.500 pessoas que compõem o grupo acima de 60 anos, profissionais da saúde, idosos que estão em instituição de longa permanência, tudo isso a gente já tem mapeado”, disse Danilo ao LIBERAL.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Nesta terça-feira, o Governo do Estado e o Instituto Butantan anunciaram que a eficácia geral da CoronaVac é de 50,38%. A taxa mínima exigida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é de 50%. A vacina ainda não foi aprovada pelo órgão.

No mesmo dia, Americana chegou a 230 mortes pela Covid-19. A nova vítima informada era um homem de 59 anos, morador do bairro Antônio Zanaga, que estava internado em hospital particular do município e faleceu no dia 26 de dezembro; ele era diabético.

O quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 9.350 casos positivos, sendo 230 óbitos, 225 em isolamento domiciliar e 8.895 recuperados; 114 casos suspeitos aguardam resultados de exames, sendo 54 pacientes internados em hospitais, 59 que estão em isolamento domiciliar e um óbito.

Publicidade