16 de janeiro de 2021 Atualizado 16:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Exclusivo

Americana deve vacinar 35 mil pessoas contra Covid-19 até março

Em entrevista ao LIBERAL, secretário municipal de Saúde reforçou que esse é o número de pessoas que fazem parte do grupo prioritário; vacinas ainda dependem de aprovação da Anvisa

Por Leonardo Oliveira

07 jan 2021 às 14:45 • Última atualização 07 jan 2021 às 15:14

Prefeitos da região se reuniram com o DRS-VII (Departamento Regional de Saúde) de Campinas na manhã desta quarta-feira (7),em Hortolândia - Foto: Reprodução - Redes Sociais

Cerca de 35 mil pessoas fazem parte do grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19 em Americana e que devem ser imunizadas com as duas doses da Coronavac até o mês de março, se a previsão do Estado se concretizar e a campanha se iniciar mesmo em 25 de janeiro.

A informação foi revelada nesta quinta-feira (7) pelo secretário de Saúde da cidade, Danilo Carvalho de Oliveira, ao LIBERAL, após reunião em Hortolândia das prefeituras da região com o DRS-VII (Departamento Regional de Saúde) de Campinas.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Profissionais da saúde, idosos com mais de 60 anos, indígenas e quilombolas fazem parte do grupo que receberá a vacina primeiro. Segundo o cronograma do Estado, a primeira e segunda doses serão aplicadas entre os dias 25 de janeiro e 22 de março. É nessa ‘janela’ que as 35 mil pessoas citadas pelo secretário receberão a Coronavac.

“A nossa população alvo da primeira etapa são 35.500 pessoas que compõem o grupo acima de 60 anos, profissionais da saúde, idosos que estão em instituição de longa permanência, tudo isso a gente já tem mapeado”, disse Danilo ao LIBERAL.

Tudo isso depende da Coronavac ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Se isso não acontecer até 25 de janeiro, o conograma será alterado. O Instituto Butantan e o governo de São Paulo pediram à agência o uso emergencial para uso do imunizante. O prazo para análise é de 10 dias.

Na reunião desta quinta, foi falado da importância das cidades terem toda a logística programada para receber e distribuir a Coronavac. O secretário de Saúde já adiantou que Americana tem uma versão preliminar do plano, que deve ser divulgada na próxima semana.

Uma reunião da pasta está marcada para a tarde desta quinta-feira para apresentação da logística, quantidade de insumos, organização de servidores, entre outras necessidades para colocar a vacinação em prática.

“Até semana que vem a gente vai apresentar primeiro para o prefeito, para a validação, e depois, para imprensa, mas Americana está em sintonia para que nós sigamos preparados para vacinação conforme o cronograma proposto pelo Estado”, finalizou o secretário.

O prefeito Chico Sardelli (PV) também esteve no encontro. Da RPT (Região do Polo Têxtil), ainda compareceram o chefe do executivo barbarense, Rafael Piovezan (PV) e Angelo Perugini (PSD), de Hortolândia.

Publicidade