Plantas na decoração: confira dicas

É possível tê-las do living ao banheiro e com poucos cuidados mantê-las saudáveis e cada vez mais bonitas


O cultivo de plantas em ambientes internos nunca esteve tão em alta. Mais que um “toque verde” no ambiente, as espécies quebram a monotonia da decoração e por isso mesmo são cada vez mais exploradas em praticamente todos os espaços da casa. É possível tê-las do living ao banheiro e com poucos cuidados mantê-las saudáveis e cada vez mais bonitas.

O biólogo e paisagista Luiz Selin, da Flora Ypê, diz que as plantas naturais estão sempre se renovando e isso dá vida à decoração. “A planta sempre nos presenteia com algo novo. O crescimento de um galho, um broto que surge, a coloração das folhas que muda. Isso tudo ajuda a quebrar a monotonia e deixar o ambiente mais bonito e aconchegante”.

Para ter uma planta saudável e desfrutar do prazer de vê-la sempre bonita, o primeiro passo é escolher a espécie correta. “Há muitas opções que vão muito bem em ambientes fechados e toleram, inclusive, o ar condicionado”, informa o biólogo. Normalmente são de fácil manutenção e não requerem muita água. Mas atenção. Isso não significa esquecer a planta num canto. O manejo requer água na medida certa e adubação a cada 20 dias.

Foto: Divulgação
Neste ambiente que leva a assinatura da Traço Final Arquitetura e Design de Interiores, o painel verde traz vida e requinte ao ambiente

Para o banheiro, ambiente mais úmido, o biólogo aconselha suculentas. Para mantê-las saudáveis, uma dica é a cada 15 dias no ambiente interno deixá-las dois fora. “É interessante trabalhar com cachepôs. Você retira somente a planta e deixa numa área sombreada, aproveitando para fazer o manejo”, detalha. Para não deixar o ambiente interno “vazio”, ele aconselha ter dois vasos da mesma espécie. “Enquanto um está fora, você coloca o outro no cachepô. Assim, o ambiente estará sempre com uma planta saudável”.

Que tal inovar e apostar nas orquídeas para compor um belo jardim vertical? Segundo o biólogo e paisagista Luiz Selin, ter um painel com a espécie é mais fácil do que parece. Com os cuidados certos, ele garante que ainda é possível manter o jardim sempre com flores e, portanto, embelezando um canto especial da sua casa.

Para começar, esqueça a ideia de que a orquídea é uma planta cara. Sim, dependendo da raridade da espécie ela alcança valores inimagináveis para uma flor, mas hoje é possível encontrar muita variedade a preços populares. Isso significa que os valores acessíveis tornam mais viável o jardim vertical só com a planta. A base pode ser feita de paletes de madeira, usando suporte para encaixar os vasos.

“Esse suporte é legal porque permite mudar a planta de lugar. Assim, é possível estar sempre variando a composição das cores e o jardim está sempre diferente”, diz o proprietário da loja Flora Ypê. E como fazer para o jardim estar sempre florido e colorido? Para ajudar nesse detalhe – que faz toda a diferença – o biólogo dá duas dicas.

A primeira é colocar uma colher (chá) com adubo a cada 20 dias no vaso. A segunda, é um segredinho: dois cubos de gelo por semana em cada vaso de orquídea. Ao contrário da água, que escorre rápido, o gelo se desfaz devagar, garantindo mais umidade para o chip de coco que envolve a planta.

Foto: Marcleo Rocha / O Liberal
No ambiente cheio de estilo e personalidade do Campinas Decor, as folhagens compõem o cenário, trazendo leveza ao espaço

Dicas do profissional

A espécie pode combinar com o estilo do ambiente?

Sim. Se você quer deixar o ambiente mais alegre, por exemplo, pode usar uma palmeira, que remete ao clima tropical e dá um toque de descontração. Se o estilo for clássico, aposte numa lança-de-são-jorge, na costela-de-adão e no ficus lyrata. Para os mais modernos, vá de samambaia, hera variegata e peperomia.

Para quem gosta de jardins, o que está em alta?

A grama amendoim. Ela produz uma flor amarela e vem sendo muito usada no lugar da grama esmeralda e grama-são-carlos. Ela é fácil de cultivar e pode ser usada de várias maneiras.

Também é de fácil manutenção?

É muito simples. Após o plantio, durante 15 dias ela precisa ser regada uma vez ao dia. Depois disso, é deixar por conta da natureza. Ela é muito resistente à seca e cresce muito pouco. Então, não precisa de podas e nem regas

E como usá-la?

Em várias situações. Pode ser usada como forração em jardins, como detalhe de paisagismo nos muros, em bordas de piscina. Ela é utilizada, inclusive, como contenção de taludes por evitar a erosão.

Plantas indicadas para ambiente externo:

VERTICAIS
• Ficus lyrata
• Palmeira ráfia
• Zamioculca
• Palmeira chamaedorea
• Palmeira-de-petrópolis
• Areca Bambú
• Lança-de-são-jorge
• Espada-de-são-jorge
• Costela-de-adão
• Antúrio

PENDENTES
• Samambaias
• Columéia-peixinho
• Columéia batom
• Hera variegata
• Peperomia
• Jibóia
• Rhipsalis

Fonte: Luiz Selin_Flora Ypê

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora