04 de julho de 2020 Atualizado 12:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Sedã

Nova geração do Nissan Versa chega maior e melhor

Modelo ganha em tamanho, conteúdo, qualidade e dinâmica, mas cobra por isso; carro chega ao Brasil no 2º semestre

Por Auto Press

23 Maio 2020 às 10:24 • Última atualização 23 Maio 2020 às 10:26

Do velho Nissan Versa, a nova geração só herdou o nome e o segmento de atuação. O modelo aumentou substancialmente seu nível de tecnologia, incrementou o design e também adota um padrão mais alto em relação à segurança em um sedã compacto.

No Brasil, o modelo deve desembarcar no segundo semestre – antes da pandemia, a previsão era junho –, vindo do México. Esta nova geração conviveria com a atual, feita em Resende, no Sul Fluminense, que passaria a função de carro de entrada.

O novo Versa ficou mais longo, mais largo e mais baixo que o modelo anterior: relação mais esportiva com o condutor – Foto: Divulgação

O novo Versa diz muito sobre como a Nissan está tentando enfrentar sua própria crise em nível global. A marca pretende eletrificar e reduzir o número de modelos da gama – a montadora hoje tem mais de um modelo de um mesmo segmento para mercados diferentes.

Ao fazer essa aglutinação, a ideia é melhorar a qualidade e o conteúdo dos carros para valorizar sua imagem e maximizar as margens de lucro. E o Versa é um bom exemplo desse plano, engendrado pelo ex-CEO e hoje fugitivo Carlos Ghosn.

O novo Versa ficou mais longo, mais largo e mais baixo que o modelo anterior, proporcionando uma relação mais esportiva e com melhor resolução do que o modelo anterior.

Tem 4,50 metros de comprimento, 1,74 m de largura, 1,47 mm de altura e 2,62 m entre os eixos – era 2,60. O porta-malas apresenta 466 litros nas versões Sense, que tem encosto inteiriço e 482 litros nas demais configurações, como no caso da unidade testada, a topo de linha Exclusive.

O design empresta um pouco dos modelos mais recentes da marca, como o Qashqai, novo Sentra e também o novo Kicks, apresentado na Tailândia.

Faróis mais afilados, uma máscara em preto brilhante em torno da barra V-motion cromada da grade, faróis de neblina retangulares e um design de para-choques que tenta imitar as dobras de uma saia esportiva. A frente ficou mais baixa e esportiva.

Na parte de trás, destaca-se a linha de cintura quem tem um degrau na altura do vidro fixo da porta traseira e se estende até as luzes traseiras. A coluna traseira ganha destaque com o aplique em plástico igual aos usados nos modelos mencionados, que criar uma interrupção para dar a impressão de um teto flutuante.

Por dentro, o Versa ficou bem menos austero e traz diversos detalhes semelhantes aos usados no Kicks. No caso da versão Exclusive, há também alças cromadas, painel frontal revestido com couro sintético, no mesmo tom cinza aplicado nas abas laterais dos bancos.

Nas partes superior e inferior do painel, há matérias duros, o que se justifica pelo fato de não se tratar de um automóvel de luxo.

O volante multifuncional tem base plana e o conjunto de instrumentos mistos e o sistema multimídia com uma tela de 7” e suporte para Apple CarPlay/Android Auto.

Mas a característica mais notável deste novo Versa é a segurança. A partir do modelo básico, ele incorpora seis airbags, freios ABS com EBD e assistente, sensores traseiros, ancoragens ISOFIX, assistente de partida em rampa e ESP.

Além disso, o modelo de topo traz ainda alerta de ponto cego, de tráfego cruzado e de colisão frontal, com frenagem automática. Câmera de 360° graus com detecção de pessoas e objetos.

Por Jorge Beher / autocosmos.com