04 de março de 2021 Atualizado 23:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Motocicleta

Honda ADV une a praticidade e agilidade com um visual off-road

Modelo traz vantagens de uma scooter, mas com toda a robustez e a versatilidade de uma trail

Por Eduardo Rocha / Auto Press

23 jan 2021 às 09:32 • Última atualização 23 jan 2021 às 09:34

No mundo todo, os veículos com capacidade off-road vêm se tornando cada vez mais atraentes. No Brasil e em outros países com condições de desenvolvimento semelhantes, ter um veículo capaz de enfrentar pavimentos em más condições é uma necessidade.

Por isso mesmo, tem muita lógica a Honda criar a scooter de baixa cilindrada ADV, que traz uma suspensão reforçada e, para combinar, um visual off-road – inspirado na scooter de alta cilindrada X-ADV 750. O conceito foi batizado como City Adventure.

A ADV tem como base a PCX, modelo que lidera o segmento no país, de quem herda o chassi e o motor. Trata-se do mesmo motor monocilíndrico de 149,3 cm³, com refrigeração líquida, que rende 13,2 cv e 1,38 kgfm.

As únicas diferenças residem no duto de admissão 2 cm mais longo e escape redesenhado. As mudanças fizeram a potência máxima aparecer apenas a 6.500 rpm – 1.500 giros mais alto que na PCX, o que deixa o motor mais responsivo.

Honda ADV – Foto: Divulgação

A transmissão é feita por um câmbio CVT e conta com sistema Idling Stop – nome dado pela marca ao seu start/stop.

O chassi de berço duplo é conceitualmente o mesmo nos dois modelos, mas foi redimensionado para receber o pneu traseiro da ADV. A roda é até menor que a da PCX ‑ 13 polegadas contra 14 da PCX ‑, mas mais larga e com lateral mais alta.

Além da suspensão reforçada e do visual mais robusto, a ADV traz os recursos eletrônicos e de conforto oferecidos nas PCX de topo, como chave presencial para travas e ignição, ABS de um canal – na roda dianteira – iluminação full led, luz diurna, tomada de 12 V e painel em LCD com computador de bordo, relógio, hodômetros parciais e marcador de combustível.

Honda ADV – Foto: Divulgação

O tanque, que tem o bocal à frente do banco, tem capacidade para 8 litros. O consumo médio previsto é 40 km/l na estrada a 80 km/h e de até 50 km/h em circuito misto – o que rende autonomia em torno de 350 km.

No preço, a Honda decidiu tratar a ADV como sua scooter luxuosa. Ela está sendo oferecida por R$ 17.490, R$ 3 mil a mais que a PCX Sport. A marca espera emplacar cerca de 10 mil unidades anuais – equivalente a 40% do volume da PCX.

Publicidade