27 de fevereiro de 2024 Atualizado 09:36

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pais & Filhos

Recesso escolar não deve ser só para descanso

O descanso é importante para o bem-estar e qualidade de vida dos estudantes, mas é necessário manter e criar uma rotina de afazeres e atividades para as crianças

Por Stela Pires

09 de janeiro de 2023, às 07h11

É importante no período de férias a interação dos pais com os filhos - Foto: AdobeStock

O período das férias escolares das crianças pode ser desafiador para os pais, que precisam equilibrar a rotina do trabalho diário com os afazeres domésticos e, agora, com o tempo livre dos filhos. O descanso é importante para o bem-estar e qualidade de vida dos estudantes, de acordo com psicopedagogos, mas para além do período de folga, também é necessário manter e criar uma rotina de afazeres e atividades para as crianças.

“Ter tempo livre, poder brincar e passear, visitar familiares e amigos distantes, se dedicarem às atividades prazerosas e de interesse ajudam a diminuir os níveis de estresse e contribuem para a saúde mental”, disse a psicopedagoga Jordana Tavares.

De acordo com a profissional, do ponto de vista biológico, as tarefas e compromissos do dia a dia dos estudantes demandam esforços cognitivos de áreas específicas do cérebro e a constante ativação de um mesmo circuito neural – que é acionado por atividades recorrentes – pode gerar o cansaço mental.

“Além disso, para algumas crianças, a escola é um ambiente estressor, por demandar muitas habilidades cognitivas e psicossociais”, disse.

O rompimento ou mudança da rotina de maneira “repentina” pelo início das férias escolares pode causar uma desregulação no organismo, segundo Jordana. Um exemplo é a mudança do fuso horário, “o que pode não ser desejável, tendo em vista que o período de férias é relativamente curto e que será necessário retornar à dinâmica anterior em breve”, explicou.

Os estudos da neurociência apontam que o cérebro, mesmo sendo adaptável, necessita de um tempo e repetições para adquirir novos hábitos. Nesse sentido, as rotinas saudáveis e equilibradas são aliadas para o desenvolvimento potencial da criança, de acordo com a psicopedagoga. “Mas claro, que essa rotina pode ser mais flexível. Isso é bom, inclusive, para a criança aprender a se adaptar a novos ambientes e situações”, alertou sobre o equilíbrio durante o período.

APRENDIZADO. As férias também é aprendizado, que acontece não só dentro da escola, mas também através de trocas e experimentação. Segundo Jordana, é um momento propício para o envolvimento em atividades do interesse da criança e que desenvolvam diferentes habilidades.

Muitas vezes, por conta da rotina, o desenvolvimento e o envolvimento dos pais nessas atividades ficam em segundo plano. “Proporcionar um tempo de qualidade com as crianças é imprescindível para o desenvolvimento afetivo e emocional dos pequenos”, apontou a psicopedagoga.

O tempo de qualidade, de acordo com Jordana, se refere à atenção voltada para a relação, valorizando a interação através do olhar, da escuta, do toque e do diálogo. A dica é o desenvolvimento de momentos lúdicos, com brincadeiras, jogos, leitura e atividades externas. 

Para não ficar parado
Atividades para explorar diferentes habilidades das crianças nesse período de recesso  Fonte: Jordana Tavares, psicopedagoga

  • Motoras
    Pular corda, jogar bola (futebol, vôlei, basquete, tênis), circuitos (pular, arrastar, rolar, saltar, se equilibrar), andar de bicicleta/patins/skate/patinete, nadar;
  • Culturais e artísticas
    Ir ao teatro, cinema, dançar, improvisar músicas, visitar museus, desenhar, pintar uma tela, fazer escultura com argila, fotografar sombras e paisagens;
  • Naturais
    Programar um picnic, fazer jardinagem (plantar), visitar parques e praças, fazer trilhas;
  • Cognitivas
    Montar quebra-cabeça, jogos de encaixe e/ou estratégia, caça ao tesouro com dicas, leitura, construção de brinquedos com recicláveis, mímica;
  • Linguísticas
    Brincadeiras com rimas, adivinhações, construção de história coletiva, recontar os acontecimentos do dia.

Publicidade