Brasileiras conquistam vagas para Tóquio-2020 em Pré-Olímpico de luta olímpica


Um dia depois de Eduard Soghomonyan conquistar a vaga na luta greco-romana, na categoria até 130kg, mais dois brasileiros se garantiram nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Neste sábado, em Ottawa, no Canadá, Aline Silva e Laís Nunes, da luta livre, uma das modalidades da luta olímpica, avançaram à final de suas categorias e agora têm presença certa na Olimpíada do Japão.

Na categoria até 76kg, Aline Silva venceu a colombiana Olaya Gutierrez por 2 a 1, nas semifinais do Pré-Olímpico das Américas, enquanto que na até 62kg Laís Nunes bateu a venezuelana Griman Herrera por 3 a 1.

Para chegar à final dos 62 kg, Laís Nunes ganhou da canadense Michelle Christina Fazzari por 6 a 1, na estreia, e depois passou pela dominicana Yessica Perez por 9 a 3, nas quartas de final. Aline Silva, por sua vez, começou a campanha perdendo para a canadense Erica Wiebe por 2 a 1, mas depois triunfou sobre a venezuelana Andrimar Lazaro Diaz, por 4 a 0, e sobre a cubana Milaimys Potrille, por 4 a 2, para avançar às semifinais.

As outras três representantes do Brasil – Kamila Barbosa (até 50kg), Giullia Penalber (57kg) e Dailane Reis (68kg) – não conseguiram se classificar e terão mais uma chance no Pré-Olímpico Mundial, que foi adiado para junho, em Sofia, na Bulgária.

O Pré-Olímpico das Américas começou na sexta-feira e segue até este domingo na cidade canadense sem a presença de público, por conta da pandemia do novo coronavírus, denominado Covid-19. No último dia de competição, os brasileiros Bryan Lucas (categoria até 57kg), David Moreira (até 65kg) e Marcus Calasans (até 74kg) vão lutar por vagas nos Jogos Olímpicos no estilo livre.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora