18 de abril de 2021 Atualizado 16:49

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Campeonato Paulista

Sede da equipe do Atibaia na A2, Americana recebe 1º duelo neste sábado

Com atletas conhecidos em seu elenco, Falcão estreia às 15 horas, diante do Monte Azul, no Décio Vitta

Por Rodrigo Alonso

27 fev 2021 às 08:03

O Rio Branco só deve entrar em campo no segundo semestre, mas a temporada de futebol em Americana já começa neste sábado. O Atibaia, que desde 2019 manda seus jogos na cidade, vai enfrentar o Monte Azul no estádio Décio Vitta, a partir das 15 horas.

A partida marca o início do Campeonato Paulista da Série A2. Em busca do acesso, o Falcão, como é conhecido o Atibaia, contratou atletas renomados para a competição, como o atacante Luan, ex-Palmeiras, e os volantes Alê, ex-São Paulo, e Cristian, ex-Corinthians.

Time do Atibaia sonha com o acesso à elite estadual – Foto: Du Lustosa / SC Atibaia

“Esses jogadores que foram contratados mais experientes, assim como os demais que estavam aqui, são extremamente profissionais. São exemplares, dedicados aos treinos. São os primeiros a chegarem e os últimos a saírem. São jogadores que foram vencedores não por acaso”, afirmou o técnico Carlos Roberto.

O time disputa essa divisão desde 2019, quando também passou a usar o DV como casa, pois o Estádio Municipal Salvador Russani, de Atibaia, não atende o limite mínimo de público para a Série A2 – a competição requer espaço para, pelo menos, 8 mil pessoas, conforme o regulamento geral da FPF (Federação Paulista de Futebol).

Enquanto não houver estrutura suficiente em sua cidade de origem, o clube continuará jogando no DV, por meio de uma parceria com o Rio Branco, proprietário do estádio.

Inclusive, na federação, o local já consta como sede oficial do Falcão. A equipe, no entanto, mantém suas instalações e a rotina de treinamentos em Atibaia, no CT (Centro de Treinamento) Nakazawa. Apenas os jogos acontecem em Americana.

“Para a gente, se tornou a nossa casa mesmo. É assim que a gente vê o estádio Décio Vitta, como a nossa casa. É onde a gente tem de conhecer todos os atalhos do campo, onde os nossos adversários têm de ver dessa maneira, que é o nosso campo”, apontou Carlos Roberto.

Inclusive, o treinador disse estar disposto a se aproximar cada vez mais do Rio Branco. “Quero me aproximar mais, sim, da diretoria, da comissão técnica, e poder ajudar de alguma maneira”, declarou o comandante, que esteve presente num jogo-treino realizado entre as duas equipes em setembro de 2020, no DV – o resultado foi 1 a 1.

Ele está no Atibaia há pelo menos cinco anos, porém, até o ano passado, ocupava o cargo de auxiliar técnico. O clube anunciou sua efetivação como treinador em dezembro.

APROXIMAÇÃO
Antes da pandemia do coronavírus (Covid-19), o Falcão realizou promoções em busca de uma aproximação com o torcedor americanense. Em determinados jogos disputados pelo time no Décio Vitta, houve entrada gratuita para moradores do município.

O clube também trabalha em conjunto com o Tigre na manutenção do gramado. “É uma estrutura fantástica, uma estrutura de primeira divisão, onde há um campo que já acolheu grandes jogos”, comentou Carlos Roberto.

Segundo o presidente do Rio Branco, Gilson Bonaldo, o Atibaia aluga o estádio mediante um pagamento por jogo. O Tigre, por sua vez, investe esse dinheiro na própria estrutura, de acordo com o mandatário. “Nós estamos fortalecendo cada vez mais essa parceria”, ressaltou.

Publicidade