22 de maio de 2024 Atualizado 21:48

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Basquete feminino

Americanense Babi chega a mil assistências na LBF e jogo é interrompido para homenagem

Armadora da Unimed Campinas se tornou a segunda atleta na história da liga a alcançar o feito

Por Lucas Ardito*

17 de abril de 2024, às 17h41 • Última atualização em 18 de abril de 2024, às 09h09

A armadora Babi Honório, de Americana, se tornou na noite desta terça-feira (16) a segunda jogadora na história da LBF (Liga de Basquete Feminino) a alcançar a marca de mil assistências na competição. O feito aconteceu na derrota da Unimed Campinas para o Ituano, por 65 a 57, em Campinas, pela primeira rodada do returno. Logo após a milésima assistência, a americanense foi homenageada com uma placa. 

Ainda no primeiro quarto, quando restavam pouco mais de cinco minutos para o fim do período, Babi fez o passe para a cesta da senegalesa Fatou Diagne, chegando em mil passes para pontos. Em seguida, a partida foi interrompida para que a armadora fosse homenageada. Ao LIBERAL, ela disse que não sabia o que estava acontecendo. 

Babi se tornou a segunda jogadora a alcançar o feito – Foto: Giuliano Abrahão / Unimed Campinas

“Nós não estávamos entendendo nada, só me dei conta quando o narrador falou que eu tinha feito a milésima assistência. Foi uma surpresa e tanto e bem inesperada, porque no meio do jogo nunca imaginei, tanto é que quando vão me entregar eu pergunto se não teria que ser depois”, brincou.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Agora, ela está atrás de Joice, armadora do Ituano, que também esteve em quadra e conta com 1.215 assistências. Babi terminou o jogo com 9 pontos, 10 rebotes e 5 assistências. A partida ainda contou com destaque da ala também americanense Leila Zabani, que anotou 19 pontos, sete rebotes e duas assistências, sendo a cestinha do jogo e crucial para a vitória do Ituano. 

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

‘Nem sabia’

Babi revelou que não sabia do número exato de assistências, mas ressaltou a importância do feito para uma armadora, posição que é responsável por criar as jogadas do time. “Estou muito feliz, porque é uma marca muito importante para mim, embora eu nem sabia quantas assistências eu tinha”, disse.

“É um número significativo para uma atleta e ainda mais para a posição que eu jogo. É um prêmio individual, mas que depende de toda a equipe, então sou grata a todos que contribuíram para essa marca”, finalizou a armadora, que tem médias de 9 pontos, 9.9 rebotes e 8 assistências por partida.

*Estagiário sob supervisão de Guilherme Magnin.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Publicidade