27 de novembro de 2020 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Segunda Divisão

Parraga faz esboço de formação titular do Rio Branco

Em treino de ataque contra defesa, treinador deu sinais da equipe que deve entrar em campo na quarta-feira contra o Independente, no primeiro compromisso pela 2ª Divisão

Por Rodrigo Alonso

20 out 2020 às 09:07

O técnico do Rio Branco, Jorge Parraga, já dá sinais do time que deve entrar em campo na estreia pelo Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão, a popular Bezinha. Nesta segunda-feira, em treino de ataque contra defesa, ele indicou uma possível equipe titular.

Os dez jogadores de linha eram: Gabriel, Eduardo Brito, Crepaldi e Leandro Guizi; Esaul, Gustavo Gomes e Hernandes; Thiago, Lucas Soares e Brendon. Na atividade, não havia goleiro entre os titulares.

Rio Branco treinou nesta segunda no Décio Vitta – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Os titulares trocavam passes a partir do setor defensivo e, quando perdiam a bola, faziam a marcação já no campo de ataque. O treinamento aconteceu no estádio Décio Vitta, em Americana.

A Bezinha começou no último fim de semana, mas o Tigre folgou na primeira rodada. O primeiro compromisso da equipe será nesta quarta-feira, contra o Independente. Os times entram em campo às 15 horas, no DV.

Para o Independente, trata-se do segundo jogo. O Galo estreou no último domingo, quando venceu o União Barbarense por 2 a 1, em Limeira. Na outra partida da chave, o Itararé bateu o Elosport por 3 a 0, fora de casa.

Rio Branco, Independente, União, Itararé e Elosport aparecem no Grupo 4 – ao todo, existem sete chaves. Ao final da primeira fase, os dois primeiros de cada grupo e os dois melhores terceiros colocados avançam para as oitavas de final.

Arbitragem
Na última sexta-feira, a convite do Rio Branco, o ex-árbitro José Henrique de Carvalho orientou jogadores e membros de comissão técnica sobre regras do futebol. Ele também havia feito esse bate-papo no ano passado.

“A Segunda Divisão é um campeonato intenso. É bom o entendimento da regra do jogo, de expulsões, cartões amarelos… São situações preventivas para o jogador ter uma consciência dentro do campo de jogo e não ter nenhuma ação para prejudicar sua equipe”, disse José Henrique à assessoria de imprensa do clube.

Publicidade