29 de junho de 2022 Atualizado 18:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Racismo

Jogador Celsinho, de Americana, é vítima de racismo durante transmissão de jogo

Equipe transmitia jogo pela rádio Bandeirantes de Goiânia; comentarista chamou cabelo do atleta de "negócio imundo"

Por Pedro Heiderich

19 de julho de 2021, às 17h44

Natural de Americana, o meia-atacante Celsinho foi vítima de racismo durante a transmissão do jogo entre o Londrina, seu clube, e o Goiás, válido pela Série B do Campeonato Brasileiro, realizado em Goiânia, no último sábado (17).

Durante a transmissão, o narrador Romes Xavier, da rádio Bandeirantes Goiânia, disse que “o cabelo dele deve pesar demais”, se referindo a Celsinho, que se levantava após sofrer um falta.

Nascido em Americana, Celsinho foi revelado na Portuguesa e já jogou até na Rússia – Foto: Londrina Esporte Clube / Divulgação

O comentarista Vinícius Silva completou que o cabelo do jogador “parece mais uma bandeira de feijão na cabeça dele do que um verdadeiro cabelo”.

Vinicius ainda prosseguiu com comentários racistas.“Não é porque eu já estou perdendo os cabelos que eu vou achar um negócio imundo desses bonito”.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Após a partida, o caso repercutiu na internet e nas redes sociais. O Londrina postou nota repudiando o ocorrido e estuda tomar medidas.

“O racismo é inadmissível em qualquer situação, lugar, fala e deve ser lutado diariamente, por todos! Com certeza as medidas serão tomadas, cabe a nós entender que não basta não ser racista, é necessário ser ANTIRRACISTA!”, publicou o clube paranaense.

Ao LIBERAL, Celsinho informou que seus advogados ainda não o autorizaram a comentar o caso. O jogador prometeu falar com todos após a autorização. Nas redes sociais, ele compartilhou mensagens de apoio sobre o ocorrido.

Em nota divulgada em seu site, a Rádio Bandeirantes disse que repudia com veemência qualquer ato que possua cunho ou menção racista a qualquer pessoa, dentro ou fora do futebol.

Gosta de descontos? Conheça o Club Class, do LIBERAL

“As expressões utilizadas pelos repórteres durante a transmissão do jogo não refletem, sob nenhuma hipótese, a opinião e o posicionamento da Rádio Bandeirantes Goiânia”.

A nota diz ainda que a transmissão da partida foi realizada pela Equipe Feras do Esporte, que trabalha em regime de parceria com a rádio, e que no domingo (18) solicitou a imediata rescisão contratual dos jornalistas junto á direção da equipe.

“É nosso dever, como veículo propagador da informação, trabalhar para que atos preconceituosos sejam cada vez mais banidos da sociedade”, encerra a publicação.

A Equipe Feras do Esporte, por sua vez, também divulgou nota informando que ouviu as versões de ambos e que tem certeza de que os comentários não foram feitos por maldade. Mesmo assim, a equipe afastou os dois de suas funções.

Filosofias do cotidiano no blog da Alessandra Olivato.

Romes e Vinicius, o narrador e o comentarista, se desculparam nas redes sociais.

“Colocações erradas que jamais deveriam ter sido ditas. Quem me acompanha, sabe o quanto sou crítico sobre condutas como essa. Peço perdão. Quem nunca errou?”, postou Romes.

Vinicius disse estar arrependido “pelo comentário infeliz” e afirmou que entrou em contato com Celsinho, “demonstrando todo remorso”. Ele destacou ainda que a rádio e ele são “completamente contra essa postura”.

Publicidade