28 de novembro de 2020 Atualizado 21:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Esportes da região

Federação rejeita horário solicitado pelo Rio Branco

Clube pretendia mandar seus jogos nas manhãs de quarta, mas a FPF não aceitou; diretoria irá contestar a decisão

Por Rodrigo Alonso

18 set 2020 às 08:20 • Última atualização 18 set 2020 às 18:53

Caso a contestação não surta efeito, o Tigre deverá mandar seus jogos às 15 horas, ainda às quartas - Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal

A FPF (Federação Paulista de Futebol) rejeitou o pedido do Rio Branco para que os jogos no estádio Décio Vitta, em Americana, fossem realizados às 10 horas às quarta-feira. A diretoria foi avisada pela federação nesta quinta-feira e informou que iria contestar a negativa.

Segundo o clube, a entidade permite que aconteçam partidas nas manhãs de domingo. Então, na visão do Rio Branco, a FPF também deveria autorizar a realização de jogos nas manhãs de quarta. Caso a contestação não surta efeito, o Tigre deverá mandar seus jogos às 15 horas, ainda às quartas.

Na primeira fase do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão, a popular Bezinha, todas as partidas em casa do Tigre serão no meio da semana.

A federação divulgou uma tabela prévia no último dia 4, com todos os confrontos marcados para domingo e quarta-feira, às 15 horas – com exceção da nona rodada, que não pode ser no domingo, devido às eleições.

No entanto, até o último dia 11, os clubes ainda podiam escolher as datas e horários de suas partidas como mandante.

O Rio Branco decidiu jogar às quartas, às 10 horas, mas a FPF não aceitou. Procurada pela reportagem, a entidade não se manifestou sobre o assunto.

O Tigre fará sua estreia em 21 de outubro, quando recebe o Independente, no Décio Vitta. Os dois adversários estão no Grupo 4, assim como União Barbarense, Itararé e Elosport.

REFORÇO. Nesta quinta-feira, o Rio Branco ganhou o reforço do goleiro Felipe Bastos, de 22 anos, titular da Francana na última Bezinha.

Agora, o Tigre tem à disposição dois arqueiros que foram titulares na Segunda Divisão de 2019. Além de Felipe Bastos, o elenco conta com seu xará, Felipe, que era o dono da posição no Independente.

A pretensão do clube é, justamente, montar um time recheado de atletas que possuem experiência no torneio, conforme o diretor de futebol Tiago Bernardi havia dito na última terça.

Publicidade