Tradicional festa de São João investe em novidades para receber o público

Organização trabalhou para trazer mais comodidade ao evento, um dos mais queridos e aguardados de Americana e região


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Janice Barbosa, uma das coordenadoras da festa, diz que 33ª edição mantém o charme caipira

Uma das quermesses mais tradicionais de Americana, a 33ª edição da Festa de São João Batista, em Carioba, tem início neste sábado (dia 8). Nos finais de semana de junho, até o dia 30, a comunidade oferece os quitutes que já são clássicos da festa, shows com artistas de toda a região e atrações para todos os públicos, além da programação religiosa em homenagem ao santo padroeiro.

A ideia, de acordo com a organização, é manter o charme caipira e familiar, tão característicos do evento, mas realizar melhorias para que os visitantes tenham cada vez mais comodidade. “A cada ano, estamos recebendo um público maior. Por isso, temos que pensar em formas de acomodar todo mundo de uma maneira confortável”, apontou Janice Rocha Barbosa, uma das coordenadoras da festa.

No ano passado, a comunidade inaugurou banheiros em alvenaria, que substituíram os químicos – uma necessidade antiga da igreja, de acordo com a coordenação. Recentemente, a tenda que acomoda o público e a quantidade de mesas e cadeiras também foi aumentada. “Queremos que as pessoas se sintam confortáveis na festa”, ressaltou Janice.

Em 2019, a Festa de São João Batista ocorre em quatro finais de semana (dias 08, 09, 14, 15, 16, 21, 22, 23, 24, 28, 29 e 30 de junho) e deve atrair mais de 40 mil pessoas, segundo estimativas dos organizadores.

Muitos ex-moradores e descendentes do bairro de Carioba marcam presença, mas a festa já ganhou reconhecimento e atrai pessoas de várias cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) e até mesmo de outras cidades, como Limeira, Piracicaba e Campinas.

Histórica. A igrejinha de São João Batista foi construída nos anos 1940 para receber os funcionários da Tecelagem Carioba e seus familiares católicos para celebrações religiosas. Daquela época, pouca coisa sobrou: o bairro foi praticamente extinto, seus moradores se mudaram para outras regiões da cidade, prédios da vila operária, casas, comércios, entre outros, foram demolidos… Mas a igreja de São João continua de pé – e a tradição da festa também. “Eu sou neta e filha de ex-moradores que também ajudavam na organização das festas passadas”, lembrou a coordenadora.

“A Festa de Carioba tem essa característica de ser bem raiz, uma festa junina tradicional. É um evento caipira, o que acaba atraindo muita gente que gosta dessa coisa mais raiz, familiar”, complementou a Janice. “Antigamente era bem diferente, não tinha tanta estrutura, mas com o trabalho da comunidade a festa cresceu muito”.

Festa de Carioba terá barracas de outras comunidades

Foto: João Carlos Nascimento - Arquivo - O Liberal.JPG
Festa contará com barracas organizadas por representantes de comunidades que necessitam de ajuda financeira

Uma das novidades da 33ª edição da Festa de Carioba é a presença de barracas de outras comunidades, como a de São José Operário, por exemplo. Janice explicou que o objetivo é ceder esses espaços para que outras igrejas também arrecadem fundos para melhoria ou projetos desenvolvidos por elas.

“São comunidades parceiras, que precisam dessa ajuda”, apontou. A expectativa da organização é realizar um evento animado para todos os públicos. “Trabalhamos muito para essa festa e é bastante cansativo, mas o prazer de participar e ver a alegria das pessoas é maior que tudo isso”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora