16 de abril de 2024 Atualizado 17:44

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Educação

Escola precisa favorecer conhecimento aprofundado sobre avanços tecnológicos

Estudantes precisam de direcionamento para aprendizagem ativa com tecnologia

Por Isabella Holouka

06 de dezembro de 2023, às 10h42 • Última atualização em 06 de dezembro de 2023, às 10h43

A presença da tecnologia no cotidiano dos estudantes cresceu exponencialmente desde 2020, quando os recursos de conectividade se mostraram indispensáveis para o aprendizado. Paralelamente, as IAs (Inteligências Artificiais) representam uma realidade cada vez mais difícil de ser ignorada. Segundo educadores ouvidos pelo LIBERAL, considerando que os meninos e meninas de hoje são nativos digitais, é crescente a importância de a escola favorecer o conhecimento aprofundado sobre os avanços tecnológicos.

Ainda há muito o que pensar e desenvolver, especialmente com relação à formação dos professores, ressalta Ericka C. Vitta, pesquisadora em tecnologias digitais e diretora escolar do NEI (Núcleo de Educação Integrada) da Fundação Romi. Os alunos do NEI têm disciplina de informática, onde aprendem recursos de robótica e programação desde a educação infantil até o ensino médio, mas os assuntos relacionados à tecnologia permeiam transdisciplinarmente todos os conteúdos.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“O professor precisa encarar a tecnologia como um aliado do conhecimento, do aprendizado, em especial quando falamos para nativos digitais. Nossos alunos nasceram com a tecnologia e lidam muito bem com isso. Mas, muitas vezes, de maneira inadequada. É necessário um tratamento bastante cuidadoso de como podemos utilizar gamificação, mídias e recursos digitais para favorecer uma aprendizagem ativa. Penso que, no Brasil, isso ainda precisa caminhar bastante”, reflete.

Como educador da área tecnológica, o professor Leandro Nascimento, do Colégio Pilares, observa a preocupação das escolas com a adaptação às novas realidades proporcionadas pela tecnologia, embora as condições financeiras de investimento sejam desiguais. 

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região.

No Pilares, além de laboratório de informática, programação e robótica, onde os alunos podem entender a tecnologia e sua aplicabilidade no cotidiano, os estudos individuais ocorrem na plataforma digital Geekie One. Paralelamente, a disciplina de educação digital visa trabalhar o uso inteligente da tecnologia, para que seja uma aliada e não uma vilã em problemas individuais e sociais. Leandro acredita que a troca de ideias sobre o assunto é a principal saída para evitar problemas futuros.

“Com certeza, IAs fazem parte do contexto das crianças e jovens, seja por intermédio do colégio ou por curiosidade dos estudantes. O Chat GPT, por exemplo, é muito discutido por nós, sendo importante que todos saibam o que é, seus benefícios e que tudo que usamos de mais tecnológico faz o uso de IAs. Quando o estudante percebe que pode ser o protagonista no uso das tecnologias, isso se torna algo incrível e mais fácil de se compreender”, comenta Leandro.

DEMANDA. O Brasil terá um déficit de 530 mil profissionais de tecnologia até 2025, segundo um estudo produzido pelo Google em parceria com a Abstartups (Associação Brasileira de Startups) divulgado em maio deste ano. 

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Para docentes de tecnologia do Senac Americana, Frank Tramontin, Ricardo Verçosa e Guto Xavier, a área vem ganhando visibilidade midiática especialmente pelos salários e vantagens de trabalhar remotamente. O curso Técnico em Informática, por exemplo, apresentou alta de 25% nas buscas por informações em 2023, comparado ao mesmo período do ano passado (janeiro a setembro).

Entretanto, surgem perguntas importantes: Como garantir que um curso oferece o que há de mais atual nesse campo? A produção de conhecimento nesta área vem acompanhando os avanços tecnológicos? Para Ricardo Verçosa, os estudantes têm à disposição uma gama abrangente de cursos, especialmente nas áreas relacionadas às IAs, em que os professores assumem papel de apoiadores do processo educacional, a partir de uma constante busca por atualização e aperfeiçoamento profissional.

“A chave para assegurar que um curso esteja em sintonia com os avanços mais recentes na área das IAs é a combinação de ferramentas tecnológicas, como as IAs generativas, com o comprometimento contínuo dos educadores em se manterem atualizados e comprometidos com a aprendizagem dos alunos. Esse sinergismo é o alicerce para o desenvolvimento de uma educação de qualidade, que prepara os estudantes para os desafios do futuro”, afirma.

Publicidade