Atrações artísticas trazem shows de sertanejo ao rock

Estilos variados e sucessos de diferentes épocas compõem os repertórios dos dez shows da Festa de Carioba, que começa neste final de semana


Foto: Divulgação
O Grupo Violado se apresenta pela primeira vez na festa, no dia 23

O sertanejo terá a maior predominância, mas o forró, samba e rock também estarão presentes na programação musical da Festa de São João em Carioba, que totaliza dez shows. Os repertórios passeiam pelas décadas passadas, mas também apresentam sucessos contemporâneos.

A primeira noite, neste sábado (8), será embalada pelo pop rock nacional e internacional da banda americanense AR40, que vai transitar entre os anos 1970, 80 e 90 em sua segunda apresentação no evento. “Acompanhávamos a festa sempre, porém era um grande sonho tocar nela, até que ano passado tivemos esta oportunidade e foi talvez o melhor show nosso de todos”, afirma o guitarrista e vocalista Paulo Cesar.

No dia 14, sobe ao palco a dupla mineira Marcio & Douglas, um dos destaques da programação. Com a proposta de aliar o sertanejo ao pop/rock, os irmãos já participaram do The Voice Brasil 2018, integraram um projeto do cantor Edson Cadorini (Edson & Hudson) e atualmente trabalham na divulgação do single “Full House”.

“O repertório será mais puxado para as modas antigas e também tem um forrózinho que a gente faz pra galera dançar. E a gente também leva nosso repertório autoral. É nosso primeiro ano [na festa] e, se Deus quiser, que seja o primeiro de muitos”, afirma Marcio.

No dia 21, será a vez da dupla americanense Jack & Willian, que abrange diversas fases do sertanejo no setlist. “A gente faz um sertanejo mais clássico, anos 1980 e 90: Milionário & Zé Rico, Chico Rey & Paraná, Thaíde & Alexandre, Zezé Di Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó. Porém, a gente também faz sertanejo universitário, as músicas mais atuais do momento. E um pouquinho de viola caipira, que é o modão bem raiz”, explica Willian.

Estreia. O Grupo Violado se apresenta pela primeira vez na festa, no dia 23. A apresentação compila e celebra os três álbuns do grupo. “Festas juninas casam bem com o estilo caipira, que é o nosso: moda de viola, música raiz. É um ambiente que eu conheço, já frequentei essa festa e sei que é bem familiar”, cita Filipe Rozinelli, que toca baixolão.

O Violado trabalha na composição de músicas autorais que vão compor seu próximo disco, que será gravado em 2020.

Com apoio do Grupo Liberal a festa terá apresentação do comunicador Cezar Polidoro, da rádio VOCÊ.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora