27 de maio de 2022 Atualizado 09:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Música colaborativa

Rap à distância: coletivo reúne músicos de Hortolândia e Sumaré em gravação

Projeto do Coletivo Cultura na Base reuniu dez rappers de Sumaré, Hortolândia e outras cidades paulistas para gravação com vozes captadas pelo celular

Por Isabella Holouka

21 Julho 2020, às 11h20 • Última atualização 21 Julho 2020, às 11h21

Pensando em uma maneira de interagir com o público e continuar o trabalho musical durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Coletivo Cultura na Base reuniu dez rappers para a gravação de uma música à distância, com vozes captadas por celular. 

O resultado está disponível nas principais plataformas digitais e também pode ser conferido no canal no Youtube do Laboratório 019.

Intitulada “Coletivo”, a música reforça a importância do rap como ferramenta de comunicação social na periferia. 

Participaram DeniBoy e Heuany, de Sumaré; Panda, de Hortolândia; Dj J Chris e Thinga Vip, de Piracicaba; Gabriel Valença e Doutor Sinistro, de Campinas; Mathak, de Presidente Prudente, e Mano F (Revide), de São Paulo.

A produção foi realizada por Demis Preto Realista, do grupo de Sumaré A Família. Ele contou ao LIBERAL que a intenção do projeto foi combater a ociosidade entre os artistas e continuar seguindo à risca as orientações de isolamento social durante a pandemia.

“Tomamos por decisão não fazer lives, mas ficamos procurando uma maneira de fazer o nosso movimento”, explicou o rapper. “Nosso grupo sempre esteve muito ligado às questões sociais. Médicos e cientistas falam em manter o distanciamento, não podemos ficar um perto do outro para lives, e somos um grupo grande”, complementa.

‘A Família’ é formada pelos rappers Demis Preto Realista, Márcio Rap e Gabriel Valença – Foto: Divulgação

Para Demis, a distância não atrapalhou a qualidade do trabalho, que é acompanhado por uma animação musical, visando “distrair o público com pensamentos positivos nesse momento de pandemia”.

Outra iniciativa para reunir amigos e fãs sem desrespeitar o isolamento social é a realização de videoconferências pelo Instagram do grupo A Família (@afamiliarap), todas as quintas-feiras, a partir das 20h30. São escolhidos dez convidados e a conversa é privada. Demis explica que a ideia é aliviar o estresse causado pela pandemia e pelo contexto político do país, além de aproximar pessoas em diferentes regiões.

“É uma forma de aproveitar esse momento de distanciamento para se aproximar com conversas. As pessoas falam como conheceram o grupo, batemos um papo, está dando um resultado muito legal”, finaliza.

O grupo de rap A Família nasceu em 2000 com integrantes de Sumaré, Hortolândia e Campinas. O terceiro álbum, nomeado “Avisem os Lugares”, foi lançado em dezembro do ano passado.

Publicidade