22 de outubro de 2021 Atualizado 18:22

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Blog da Eclética - por Jucimara Lima

Conheça a incrível trajetória da chef do Vinum

Por Jucimara Lima

18 jul 2021 às 18:15

Há pouco mais de um mês o Vinum Wine Bar chegou à Americana para satisfazer os apaixonados por enogastronomia. No comanda da cozinha contemporânea, uma chef tradicional que tem muita história para contar e experiência para compartilhar.


Natural de Manhuaçu, Minas Gerais, Uelita Bertani traz no DNA a herança italiana dos avós paternos, somada à paixão do saudoso pai pela arte de degustar, o que a tornou uma propagadora da ideia da cozinha afetiva.

Da infância, ela guarda na memória o cheiro dos embutidos que a avó fazia. Ainda assim, só muito mais tarde a chef viu a paixão pela arte de cozinhar, despertar em seu coração.

Tudo começou quando Uelita tinha 24 anos e decidiu mudar para a Itália, onde morou por quase 6 anos, especialmente atuando como babá e empregada doméstica. Batalhadora, ela conta que a família para qual prestava serviços, tinha o hábito de viajar para a Sardenha no verão.

“Ficávamos durante 3 meses, e a avó das crianças que eu cuidava estava sempre junto. Uma vez ela preparou um coelho na churrasqueira que nunca mais esqueci”. Nascia ali o desejo real de aprender a cozinhar.

Em 2009, ela voltou para o Brasil, quando conheceu uma amiga muito importante em sua trajetória profissional. Priscila Fantini, tinha uma chácara, que acabou se tornando ponto de encontros gastronômicos, e que mesmo informalmente a desafiou a cozinhar.

Identificando o talento dela para a gastronomia, Priscila a inscreveu na Faculdade Estácio. “Ela disse que era isso que eu precisava fazer da vida, e assim foi”, diverte-se.

Com 15 dias de aulas Uelita já estava trabalhando em um bar super conceituado em Minas Gerais, chamado Rima dos Sabores.

Lá, assim como acontece com a maioria dos iniciantes, ela também começou lavando louças, e com o passar dos meses foi mudando de função.

Depois do Rima, atuou como auxiliar de cozinha em um restaurante francês, quando acabou se encantando com as técnicas de uma das maiores escolas gastronômicas do mundo.

Após essa passagem, Uelita foi indicada para trabalhar como cozinheira do chef Ivo Faria, e após alguns anos passou a atuar no Hotel Unique, em São Paulo. “Sempre sonhei em crescer profissionalmente e querer sempre mais faz parte do processo”.

Nessa caminhada ser convidada para trabalhar com o chef Francisco Pinheiro, profissional que ela considera mentor e pai na gastronomia, foi o momento mais especial da carreira.

” Trabalhávamos no Attimo Restaurante, onde em 2015 ganhamos a estrela Michelin”, conta ela sobre uma das maiores referências que um restaurante pode ostentar. Para quem não sabe, é como se fosse o “Oscar” da gastronomia.

“Foi muito dura a caminhada, mas, vencemos! Francisco foi um mago na minha vida, me ensinou a delicadeza e o glamour da cozinha. Sou muito grata a tudo que aprendi com ele”, revela.

Depois de uma breve nova temporada na Europa, dessa vez em Portugal, onde trabalhou no Algarve, região onde a caça e a pesca predominava, por motivos familiares, Uelita precisou voltar ao Brasil.

“Quando estava quase voltando para Portugal, recebi a proposta de vir para Americana assumir a cozinha do Vinum. Eu vim para cá duas semanas depois, adorei e o espaço e já passei a me sentir em casa. Tanto que sinto como se eu tivesse ganho uma família em Americana”.

Aliás, para finalizar, ela faz questão de convidar quem ainda não foi conhecer o espaço.” Vale muito a pena conhecer a casa, que oferece um espaço aconchegante e muito familiar. Além disso, a comida é sensacional e cheia de lembranças gostosas, preparadas com muito amor”.

Jucimara Lima

Blog da colunista social do LIBERAL, Jucimara Lima, com notícias e informações sobre Americana e região!