26 de maio de 2024 Atualizado 12:01

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

LEGISLATIVO

Vereador réu por homicídio em Sumaré ameaça pegar ‘pela orelha’ quem pichar seus outdoors

Sirineu Araújo mandou recado durante sessão da câmara, afirmou que existe um mandante e falou em perseguição política

Por Rodrigo Alonso

14 de maio de 2024, às 17h45 • Última atualização em 15 de maio de 2024, às 10h24

Réu por homicídio, o vereador Sirineu Araújo (PRTB) usou a palavra na Câmara de Sumaré, durante a sessão desta terça-feira (14), para falar sobre as pichações em seus outdoors. Ele ameaçou pegar “pela orelha” a pessoa que estiver fazendo isso e alegou que existe um mandante por trás desses atos de vandalismo.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Para o parlamentar, que participou da sessão por meio de live, essas pichações são fruto de uma perseguição política. Ele afirmou ainda, sem citar nomes, que existe um “Satanás” dentro do Legislativo sumareense.

Vereador Sirineu Araújo participou da sessão da Câmara de Sumaré por meio de live, nesta terça (14) – Foto: Reprodução

“Quero deixar um recadinho aqui para esse rapazinho que está fazendo isso e para o mandante. Não deixa eu pegar, não. Porque, no dia que nós pegarmos, eu vou pegar pela orelha, levar ao mandante e pedir para cuidar”, declarou, durante tempo de explicação pessoal.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Sirineu também disse não ter medo de “macho”. “Dentro da minha razão, sou um pouco ignorante. E eu não quero usar essa ignorância para fazer nada, para agir com ignorância com ninguém”, comentou.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

O vereador responde em liberdade pelo homicídio de Rafael Emídio da Silva, de 39 anos, que morreu após ser baleado e atropelado. O caso aconteceu em 19 de agosto de 2023, em uma rua movimentada na região do Maria Antônia.

Em depoimento à polícia, Sirineu admitiu ter matado Rafael. Ele justificou que era ameaçado de morte pela vítima, que tinha passagem pela polícia por diversos crimes, inclusive homicídio.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade