09 de agosto de 2022 Atualizado 22:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

DADOS

Relatório põe represas de Sumaré em categoria de risco

Categoria de risco engloba aspectos da própria barragem que podem influenciar na probabilidade de um acidente

Por Ana Carolina Leal

28 de julho de 2022, às 05h56

Relatório divulgado nesta semana pela ANA (Agência Nacional das Águas) sobre a situação das barragens em 2021 revela que, na RPT (Região do Polo Têxtil), duas delas estão em categoria de risco e com DPA (Dano Potencial Associado) altos. As estruturas – Horto Florestal e Marcelo Pedroni – estão localizadas em Sumaré.

Categoria de risco engloba aspectos da própria barragem que podem influenciar na probabilidade de um acidente, como integridade da estrutura, estado de conservação, operação e manutenção e atendimento ao Plano de Segurança.

Represa do Horto Florestal enfrenta problemas, de acordo com o relatório da ANA – Foto: Junior Guarnieri / LIBERAL

Já o DPA é o dano que pode ocorrer devido a rompimento, vazamento, infiltração no solo ou mau funcionamento de uma barragem, independentemente da sua probabilidade de ocorrência, podendo ser graduado de acordo com as perdas de vidas humanas e impactos sociais, econômicos e ambientais.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em nota, a Prefeitura de Sumaré diz que realiza ações preventivas e que as estruturas passam periodicamente por inspeção da Defesa Civil Estadual, em conjunto com a municipal, a fim de identificar e sanar possíveis desgastes.

A administração afirma ainda que nos períodos mais chuvosos, o acompanhamento é diário, verificando sempre as condições estruturais das barragens. “Além disso, a concessionária [BRK Ambiental] responsável pelo serviço de água e esgoto na cidade realiza manutenção preventiva e corretiva dos espaços, que são outorgados por ela”, traz trecho da nota.

Ainda segundo a assessoria, as Secretarias Municipais de Sustentabilidade e Defesa Civil implantaram uma comissão de acompanhamento, que vistoria e faz o monitoramento de toda e qualquer ação e espaço que pode gerar impacto ambiental.

Publicidade