26 de maio de 2024 Atualizado 12:01

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Sumaré

Prefeitura de Sumaré confirma morte de menino de 5 anos por picada de escorpião

Caso aconteceu em janeiro, mas só nesta terça-feira saiu laudo confirmando a causa da morte

Por Paula Nacasaki

15 de maio de 2024, às 09h37 • Última atualização em 15 de maio de 2024, às 11h23

Criança faleceu no dia 16 de janeiro, um dia após a picada - Foto: Claudeci Junior/Liberal

A Secretaria de Saúde de Sumaré confirmou nesta terça-feira (14), que a morte do menino de cinco anos, morador do Maria Antônia, foi ocasionada por acidente com escorpião. A confirmação do GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológico), veio quatro meses após o óbito, que aconteceu em janeiro deste ano.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Na época, o síndico do prédio onde a família mora, Fábio Pereira da Silva, informou que no dia 15 de janeiro, uma segunda-feira, o garoto desceu na área de lazer para brincar quando foi picado pelo escorpião – o animal não foi capturado.

Mais tarde ao ter febre, os pais levaram a criança até o HES (Hospital Estadual Sumaré), onde ficou internado e faleceu no dia seguinte, na terça-feira, dia 16 de janeiro. Desde então, os resultados dos exames eram aguardados para confirmar a causa da morte – o que aconteceu nesta terça-feira (14). Os dados foram divulgados ontem à imprensa, pela Prefeitura de Sumaré, que se solidarizou com a família da criança.

Quando ocorreu o incidente, o síndico questionou a falta de limpeza da prefeitura ao redor do prédio, onde existe uma APP (Área de Preservação Permanente). Ele também garantiu que no condomínio residencial as manutenções são realizadas com frequência a fim de evitar o aparecimento de animais peçonhentos.

A administração municipal pontuou mais uma vez que faz a roçagem rotineira.

“A Prefeitura de Sumaré realiza a manutenção e roçagem rotineira de todas as áreas públicas, porém, com a alta quantidade de chuvas neste mês, o mato cresce em uma velocidade maior do que o habitual. A dedetização da cidade ocorre diariamente, porém, é importante que os locais particulares, como o condomínio em questão, estejam com a dedetização preventiva em dia, para evitar acidentes como este. Também é importante frisar que nos fundos deste condomínio há uma área de preservação permanente, determinada pela Justiça.

As denúncias e solicitações devem ser feitas pelo canal 156. Não há protocolos em aberto registrados no setor de Zoonoses”. Traz nota da prefeitura.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade