09 de agosto de 2022 Atualizado 15:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Crime

Motoboy de Sumaré morre durante latrocínio em Campinas

Duílio Silva Teza, de 27 anos, morreu com um tiro na cabeça e criminosos fugiram com a moto

Por Cristiani Azanha

28 de julho de 2022, às 22h49 • Última atualização em 28 de julho de 2022, às 22h50

O motoboy Duílio Silva Teza, de 27 anos, de Sumaré, morreu com um tiro na cabeça, após fazer uma entrega no Parque Valença, em Campinas, na noite da última quarta-feira (27). Ele foi rendido por dois assaltantes, que atiraram no rapaz e depois fugiram com a motocicleta dele. A vítima morreu no local. Uma câmera de segurança flagrou a fuga dos criminosos. O caso foi registrado como latrocínio.

Motoboy foi morte por criminosos que queriam roubar sua moto – Foto: Reprodução / Redes Sociais

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 21h, o motoboy havia acabado de fazer uma entrega na Rua Sérgio Langoni, quando foi rendido pelos assaltantes. Os peritos do IC (Instituto de Criminalística) apuraram que vítima foi alvejada à queima roupa, com a arma encostada do lado esquerdo do seu capacete, e, em seguida, os criminosos levaram a moto.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Enquanto os agentes ainda apuravam as circunstâncias do crime, os policiais localizaram o pai da vítima. Porém, muito abalado estava sem condições de falar com os PMs.

A polícia apurou que o motoboy trabalhava à noite, com entregas por aplicativo. Ele receberia R$ 10 para realizar a entrega em Campinas. Teza deixou uma filha de 4 anos. A Polícia Civil teve acesso a uma câmera de segurança. Na gravação foi possível notar a passagem da vítima e, instantes depois, mostrou a fuga dos assaltantes, porém não registrou o crime.

O caso foi registrado no plantão da 2ª Delegacia Seccional de Campinas e o caso será investigado. Ninguém foi preso e nem identificado até o momento.

Publicidade