Entenda a metodologia para reduzir perdas de água em Sumaré

A metodologia é chamada de “Conheça seu DMC (Distrito de Medição e Controle)” e começou a ser utilizada em cinco bairros da cidade


A BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto de Sumaré, realizou na última semana a etapa final da implantação de um sistema internacional para reduzir o índice de perdas de água na cidade.

A metodologia é chamada de “Conheça seu DMC (Distrito de Medição e Controle)” e começou a ser utilizada nos bairros Primavera, São Domingos, Vila Vale, Vila Rebouças e Santa Terezinha. O objetivo, segundo a empresa, é ter um diagnóstico das perdas de cada área e atuar para reduzi-las.

Ao LIBERAL, a empresa adiantou que foram identificados vazamentos em duas áreas do Santa Terezinha. “A concessionária já iniciou o plano de ação para combater essas perdas com a pesquisa ativa de vazamentos nessas duas áreas, abrangendo os bairros Jardim Primavera, Jardim São Domingos e Vila Rebouças”.

Foram quatro etapas realizadas pela BRK:

1ª – Foi feito o balanço do volume de água disponibilizado para cada setor e o volume consumido pelos clientes. A diferença entre os dois valores é considerada como perda.

2ª – Realização do balanço hídrico dos volumes noturnos para identificar vazamentos

3ª – Construção de um painel de controle global do DMC, com dados de perdas físicas e comerciais.

4ª – Verificação da vazão noturna (ela deve corresponder a 20% da vazão diurna). Se for maior, há indícios de perda no sistema de distribuição de água. Essa etapa identifica as perdas e onde elas estão localizadas, de acordo com Cleber Salvi, gerente de operações da BRK Ambiental.

A implantação do “Conheça seu DMC” na cidade teve início em agosto, após consultoria da IWS (International Water Specialists), empresa inglesa que atua em consultoria de Gestão de Perdas, pelo setor do Santa Terezinha que inclui os bairros Primavera, São Domingos, Vila Vale, Vila Rebouças e o próprio Santa Terezinha.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora