20 de janeiro de 2021 Atualizado 15:52

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Santa Bárbara

Unimep deve apresentar proposta para professores grevistas até quinta

Cerca de 500 docentes da instituição decidiram entrar em greve na segunda-feira

Por Heitor Carvalho

02 dez 2020 às 08:38

Após reunião realizada nesta terça-feira (1º), o IEP (Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista), entidade mantenedora da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), aceitou iniciar negociações com o Sinpro (Sindicato dos Professores de Campinas e Região) e deve apresentar uma proposta aos grevistas até quinta-feira (3).

A aprovação da paralisação ocorreu na noite de quinta-feira (26) e foi ratificada, em assembleia, durante a noite desta segunda (30), quando os cerca de 500 professores da universidade, que tem campus em Santa Bárbara d’Oeste, decidiram iniciar a greve.

Conceição Fornasari, diretora do Sinpro, caso haja uma proposta por parte da universidade, uma nova asssembleia será realizada.

“Eles ficaram de enviar uma proposta até quinta-feira, às 15h. Dessa forma a assembleia dos professores ocorrerá no mesmo dia, às 19 horas, quando analisaremos a proposta e definiremos os rumos do movimento”, afirmou.

Entre as demandas dos grevistas, estão pagamento dos haveres de 2019, como décimo terceiro, um terço de férias e o salário de dezembro, além do pagamento integral dos salários de 2020, que desde março, estão sendo efetuados pela metade.

Em nota, o IEP afirmou que a Direção Nacional da Educação Metodista está passando por mudanças e que, quando essa transição acabar, irá “conhecer a real situação financeira da universidade”, para não gerar “novos passivos e distorções”. 
  
“Nesse sentido, é nosso objetivo retomar e manter o diálogo com todos os segmentos que, diretamente ou indiretamente, compõem e universidade, bem como representantes de associações sindicais”, concluiu o comunicado.

Publicidade