26 de maio de 2024 Atualizado 12:01

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Santa Bárbara

Servidores de Santa Bárbara terão reajuste de 3,23%, com base na inflação

Percentual reflete o repasse da inflação, corrigido pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor)

Por Cristiani Azanha

15 de maio de 2024, às 07h21

Os servidores de Santa Bárbara d’Oeste terão reajuste no salário e vale-alimentação de 3,23% para a próxima folha de pagamento. O percentual reflete o repasse da inflação, corrigido pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A decisão aconteceu em reunião nesta terça-feira (14) entre o prefeito Rafael Piovezan (PL), as secretárias Paula Fernanda Marchesin de Mori (Fazenda), Roberta Semmler Laudissi (Administração) e o presidente do STMSBO (Sindicato dos Trabalhadores Municipais), Walmir Alfredo Silva.

O sindicato chegou a apresentar a pauta de reivindicações aprovada na assembleia com os servidores, que ocorreu no último dia 9, mas por conta da legislação eleitoral as propostas poderão ser discutidas somente após o pleito de outubro. Mesmo assim, o presidente do sindicato considerou a reunião como produtiva.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Diante da impossibilidade por conta do período eleitoral, não tivemos condições de discutirmos assuntos pertinentes, mas tivemos a promessa do retorno das conversas sobre outros temas, como o aumento real do vale-alimentação, por exemplo, em um segundo momento”, explicou Walmir.

Entre os assuntos que ficaram de fora da pauta estão os pedidos do acréscimo de 30% de periculosidade à todos servidores que trabalham como vigias no município e as 30 horas semanais aos profissionais da saúde da área de psicologia, farmácia, nutrição e fonoaudiologia.

Os servidores também aprovaram a iniciativa de igualar os níveis da tabela de salários – atualmente uma parte dos cargos possui até três níveis e outros até quatro – além da adequação do salário dos agentes de administração escolares, cozinheiras, organização escolar, serviços escolares, agente administrativo, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, orientador socio educativo e escriturário para R$ 2.300, assim como a mudança da data base de maio para janeiro, fevereiro ou março.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório

Publicidade