17 de janeiro de 2021 Atualizado 16:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Investimento

Santa Casa encaminha verba para comprar novo microscópio

Equipamento atual está obsoleto e não pode ser usado em neurocirurgias, diz entidade; recurso virá de emenda parlamentar

Por Leonardo Oliveira

02 dez 2020 às 08:34

A Santa Casa de Misericórdia de Santa Bárbara d’Oeste encaminhou uma verba de R$ 220 mil para a compra de um equipamento microscópio para ser usado em neurocirurgias realizadas no Hospital Santa Bárbara, unidade de saúde mantida pela entidade através de um convênio com a prefeitura.

O recurso virá de emenda parlamentar do deputado federal Vanderlei Macris (PSDB). O pedido foi feito pela Santa Casa em 29 de outubro em uma plataforma do governo federal. A justificativa foi de que o microscópio que a entidade possui hoje é antigo e não pode mais ser usado em neurocirurgias.

Entidade de Santa Bárbara apelou à União para obtenção de recurso – Foto: Arquivo / O Liberal

Com a falta do equipamento apropriado, a Santa Casa tem que pagar para outra instituição realizar o procedimento ou optar por locar um microscópio. “Via de regra a gente faz a locação de um aparelho desse, que gira em torno de R$ 15 mil a R$ 20 mil”, disse ao LIBERAL o presidente da entidade, Aparecido Donizete Leite.

O alto custo com hospitais de fora, médicos e transporte fez com que Leite apelasse à União. “Desde o começo do ano a gente está brigando por esse equipamento. Isso até poderia ter acontecido antes, é que a pandemia atrapalhou tudo”, destacou o presidente da Santa Casa.

A entidade estima investir R$ 331 mil na aquisição do aparelho, somando a verba que virá por meio da emenda e outros R$ 111 mil de contrapartida.

Segundo a assessoria de imprensa de Macris, a emenda para a compra do microscópio já foi indicada, só que ainda não houve a destinação do dinheiro pois os processos de liberação sofreram uma pausa devido ao período eleitoral.

A expectativa é que, neste mês, os valores comecem a ser repassados. “[A importância] desse equipamento nem dá para definir, porque sem ele eu não consigo trabalhar. Eu vou ter uma redução de gasto com locação de equipamentos, até porque o nosso é muito antigo, é obsoleto, então a gente vai minimizar custos na Santa Casa”, argumentou Leite.

Atualmente, o microscópio da entidade só é usado em procedimentos simples na especialidade de oftalmologia, justamente por ser obsoleto e não ter manutenção e peças adequadas, segundo a justificativa apresentada pela entidade no pedido.

Pandemia
Em entrevista ao LIBERAL, o presidente da Santa Casa ainda desabafou sobre a situação das entidades filantrópicas durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “O sistema de saúde filantrópico como um todo vai ser prejudicado nesse momento. A gente agradece o empenho no auxílio desse equipamento que minimiza os custos nossos nesse ponto, mas, em contrapartida, as dificuldades continuam”, observou.

“A dificuldade nossa é aquisição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). A gente tem usado dois mil pares de luvas por mês só no setor Covid, então é um absurdo, não tem jeito, a gente tem pedido aos parlamentares ajuda de custo e também os equipamentos que a Santa Casa precisa para gente agregar valor e manter aluguel”, completou Leite.

Publicidade