18 de junho de 2024 Atualizado 18:20

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

SAÚDE PÚBLICA

Prefeitura cita sobrecarga, muda atendimento e aumenta equipe em prontos-socorros em Santa Bárbara

Governo diz que demanda está maior do que durante a pandemia da Covid-19; unidades terão anexos e mais médicos

Por João Colosalle

11 de junho de 2024, às 07h51

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste vai ampliar, a partir desta terça-feira, a capacidade de atendimento nos dois prontos-socorros da cidade, com a instalação de anexos para acolhimento e triagem dos pacientes. Também vai aumentar o número de profissionais de saúde atuando nas unidades.

A medida foi determinada pelo prefeito Rafael Piovezan (PL) nesta segunda e se dá, de acordo com a administração, por conta de uma sobrecarga no sistema de saúde do município.

A mudança está relacionada à procura por atendimento de pacientes com sintomas de dengue e busca também se antecipar à queda na temperatura com a chegada do inverno, quando há o aumento na procura de pacientes com sintomas e queixas de doenças respiratórias.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a prefeitura considerou a situação atual como pior do que durante a pandemia da Covid-19.

“Em termos de comparação, no primeiro semestre de 2022, durante o pior momento vivido na pandemia da Covid-19 em termos de números de casos, o número de atendimentos nos PSs era de 900 pessoas por dia. E hoje o atendimento é de 1,3 mil a 1,5 mil pessoas por dia, ocasionando a sobrecarga no sistema”, informou a prefeitura.

Em Santa Bárbara já foram confirmados 4,5 mil casos de dengue e quatro óbitos, segundo dados do governo estadual. O pico da doença se deu entre abril e maio e passou a cair no início deste mês.

A medida inclui a instalação de anexos nos prontos-socorros Afonso Ramos, na zona leste, e Edison Mano, no Centro.

“Um anexo em cada PS será implantado, assegurando o reforço dos atendimentos por meio de processos de acolhimento e triagem ainda mais qualificados”, afirmou a prefeitura. “Assim, os anexos possibilitarão maior e melhor vazão aos atendimentos, proporcionando ainda o acolhimento dos pacientes com síndromes gripais e dengue.”

O anexo do PS Edison Mano funcionará entre as ruas Alice Aranha de Oliveira e João Lino, na esquina do Hospital Santa Bárbara. Já o do Afonso Ramos estará na Rua do Trigo, 1.005, no Jardim Pérola (antiga Clínica de Fisioterapia Municipal).

O Pronto-Socorro Afonso Ramos, na zona leste de Santa Bárbara – Foto: Claudeci Junior_ Liberal

Segundo a prefeitura, os anexos atenderão pacientes adultos, das 7h às 19h – horário de pico e de maior procura. Os atendimentos pediátricos seguem sendo realizados nos dois PSs, nos espaços de pediatria já implantados.

Além da implantação dos anexos, a prefeitura diz ter reforçado o número de médicos que atendem nos PSs. “Vale ressaltar ainda que 55 novos profissionais de saúde foram convocados para atuação nos prontos-socorros. Os enfermeiros e técnicos de enfermagem se juntam aos médicos e demais profissionais que atuam nos PSs para a ampliação dos serviços ofertados”, informou a administração.

Em uma postagem nas redes sociais, Piovezan afirmou que a prefeitura cogita novas medidas. “Determinei um estudo mais amplo, com a perspectiva de encontrar outras soluções que passem também pela ampliação e criação de novos espaços nos dois prontos-socorros, para que a gente amplie a pediatria e também o atendimento de urgência e emergência adulto”, disse.

Publicidade