28 de novembro de 2020 Atualizado 21:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Fiscalização

Novos radares começam a funcionar nesta terça-feira em Santa Bárbara

Cidade, que vive aumento expressivo no número de mortes no trânsito em 2020, terá 18 pontos diferentes monitorados

Por João Colosalle

08 jun 2020 às 15:42 • Última atualização 08 jun 2020 às 16:32

A Prefeitura de Santa Bárbara informou na tarde desta segunda-feira (8) que os novos radares fixos que flagram excesso de velocidade e avanço de semáforo começam a funciona nesta terça (9).

Ao todo, serão 34 radares em 18 pontos diferentes da cidade (veja a lista abaixo), que está há mais de dois anos sem fiscalização e que, no primeiro trimestre de 2020 já registrou 10 mortes, mais do que triplo registrado no mesmo período em 2019 – foram três.

De acordo com a prefeitura, os radares foram instalados nas avenidas Santa Bárbara, Prefeito Isaías Romano, Bandeirantes, Alfredo Contatto, Corifeu de Azevedo Marques, São Paulo e Laura Santos Machado. O limite de velocidade varia de 50 km/h até 70 km/h.

“São as avenidas mais velozes, mais movimentadas e que tiveram mais acidentes nos últimos anos”, explicou o secretário de Trânsito, Rômulo Gobbi, em reportagem publicada em 16 de abril.

Radar de velocidade na Avenida São Paulo, na zona leste barbarense – Foto: João Carlos Nascimento/O Liberal

A Avenida São Paulo, por exemplo, recebeu quatro conjuntos de radares. A via foi a líder em mortes no trânsito no ano passado, com três óbitos.

Os radares ficam perto do cruzamento com a Avenida da Amizade, da esquina com a Rua do Couro (nos dois sentidos) e mais dois, em apenas um sentido, antes de chegar ao Centro.

“Todos [os radares] estão sinalizados para que os condutores possam respeitar a velocidade máxima e não descumprir a lei. Visamos mais segurança para motoristas e pedestres. Os novos equipamentos cumprem o papel de fiscalizar a velocidade dos veículos e são necessários para a redução de acidentes”, explicou Gobbi, por meio de nota distribuída pela prefeitura à imprensa.

Veja a lista dos pontos monitorados pelos radares

  • Avenida Santa Bárbara – nos dois sentidos, próximo ao Córrego da Ponte Funda (70 Km/h);
  • Avenida Santa Bárbara – nos dois sentidos, na entrada do Distrito Industrial e Rua da Agricultura (70 Km/h);
  • Avenida Santa Bárbara – cruzamento com Rua do Papel (70 Km/h);
  • Avenida Santa Bárbara – próximo da Rua Juvenal Siqueira Santos (50 Km/h);
  • Avenida Prefeito Isaías Romano – entre as ruas Mário Siqueira Santos e Vereador José Rêgo (50 Km/h);
  • Avenida Bandeirantes – próximo ao SESI (50 Km/h);
  • Avenida Alfredo Contatto – cruzamento com a Rua França (50 Km/h);
  • Avenida Corifeu de Azevedo Marques – nos dois sentidos, entre as ruas General Câmara e General Osório (50 Km/h);
  • Avenida São Paulo – cruzamento com Rua do Couro (60 Km/h);
  • Avenida São Paulo – cruzamento com Rua do Petróleo (60 Km/h);
  • Avenida São Paulo – próximo rotatória da Avenida Vereador Antonio da Loja (60 Km/h);
  • Avenida São Paulo – cruzamento com Rua Lorena (60 Km/h);
  • Avenida São Paulo – cruzamento com Avenida da Amizade (60 Km/h);
  • Avenida da Amizade – cruzamento com Avenida São Paulo (50 Km/h);
  • Avenida Laura Santos Machado – Terras de Santa Bárbara (60 Km/h).

Podcast Além da Capa
A relação de Americana com Santo Antonio, o padroeiro da cidade, completa 120 anos em 2020, mas a festividade em torno da data foi forçada a ser revista por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Desde o início da quarentena, em março, as missas realizadas na Basílica não contam com a presença de fieis mas o contato é mantido por transmissões pelo Facebook. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o administrador paroquial da basílica, o padre Valdinei Antonio da Silva. A necessidade do cancelamento de outros eventos da comunidade católica, como as festas de São João de Carioba e do Senhor Bom Jesus, também é abordada com os padres Marcos Ramalho e Marcelo Fagundes.

Publicidade